Por pbagora.com.br
Foto: Educa Mais Brasil

Competição foi realizada com estudantes da América Latina

O Brasil foi destaque na 12ª Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA). Ao todo foram conquistadas quatro medalhas de ouro e uma de bronze na competição realizada entre os dias 16 e 30 de novembro, em formato virtual, por causa da pandemia de Covid-19.

Representaram o país com a medalha de ouro os estudantes Beatriz Rodrigues de Freitas (Colégio Farias Brito – CE), Bismark Mesquita do Nascimento (EEM Gov. Adauto Bezerra – CE), Eduardo HenriqueCamargo de Toledo (Oficina do Estudante – SP) e Vítor Eduardo Costa Santos (Colégio Leonardo da Vinci- SP). Já Sobreira Gustavo Barroso (Colégio Antares – CE) ficou com a medalha de bronze.

O Brasil sagrou-se campeão também com Vítor Eduardo Costa Santos, na melhor prova teórica individual, além da equipe de Bismark Mesquita do Nascimento, vencedora da melhor prova teórica de grupo.

“Foi um sucesso mais uma vez para a equipe brasileira, a mais premiada”, disse o coordenador da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), professor João Batista Canalle, após o resultado.

A equipe brasileira foi liderada pelo professor Júlio Klafke, do Colégio Objetivo de São Paulo, e co-liderada pelo professor Eugênio Reis, do Observatório Nacional, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), com a ajuda dos professores João Batista Garcia Canalle, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), e Thiago Paulin, do Colégio Etapa, de São Paulo.

Participaram da 12ª OLAA estudantes de 10 países (Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guatemala, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai), além de líderes e observadores de outras seis nações (Argentina, Chile, Costa Rica, El Salvador, México e República Dominicana).

Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica A competição foi composta por quatro provas, uma teórica individual, uma teórica de grupo multinacional, uma prova observacional e uma prova simulada de foguetes multinacional. Tais etapas foram realizadas com monitoria em tempo real dos participantes através das câmeras de celulares e computadores.

Fundada na capital do Uruguai, Montevidéu, a OLAA acontece desde 2009 e é coordenada por astrônomos de vários países.

 

*Com informações da Agência Brasil
Fonte: Educa Mais Brasil

Deixe seu Comentário