A ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy (PT) e o franco-argentino Luis Favre não estão mais juntos, confirmou nesta quinta-feira a assessoria da petista. A separação foi decidida esta semana, após oito anos de relacionamento, segundo publicado na coluna de Mônica Bergamo, na “Folha de São Paulo”. Ainda segundo a colunista, o casal enfrentava crises há algum tempo e não conseguiu superar as divergências. Favre participou do jantar que Marta ofereceu em sua casa, em São Paulo, em homenagem à ministra Dilma Rousseff, na última sexta-feira.

 

A assessoria de Marta informou ainda que o casal não pretender falar sobre o assunto, nem divulgar nota, e que os dois “vão continuar bons amigos”.

 

Marta e Favre assumiram namoro em agosto de 2001, quatro meses após a ex-prefeita encerrar uma união de 36 anos com o senador Eduardo Suplicy (PT-SP). A primeira aparição pública do casal aconteceu em setembro do mesmo ano. Suplicy, na época, afirmou que continuaria amando Marta para sempre e que aceitaria uma reconciliação, se ela quisesse voltar.

 

Nascido em Buenos Aires, Luis Favre, que é próximo dos petistas desde a década de 80, conheceu Marta em suas atividades políticas no Brasil. Ele morava na França, era assessor internacional do PT e se mudou para o Brasil por causa do relacionamento com a ex-prefeita paulista.

 

Marta e o franco-argentino se casaram em setembro de 2003 e tiveram como padrinhos o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Marisa Letícia.

 

Agência O Globo

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Caixa inicia nesta sexta pagamento do FGTS para não correntistas

A Caixa Econômica Federal inicia nesta sexta-feira (18) mais uma etapa de liberação do Saque Imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esta fase é para trabalhadores…