Agentes da Lava Jato no RJ prenderam nesta quarta-feira (2) um auditor da Receita Federal suspeito de chefiar um esquema de extorsão contra investigados da própria força-tarefa. Um ex-funcionário do órgão também foi preso.

Marco Aurelio Canal, supervisor de Programação da Receita na Lava Jato do Rio, era um dos procurados da Operação Armadeira. A Polícia Federal, com apoio da Receita, tenta prender outras 12 pessoas.

A Lava Jato contou com escutas autorizadas pela Justiça e ações controladas – como adiar o cumprimento de mandados de prisão – para localizar os suspeitos.

Segundo as investigações, o esquema na Receita prosperou à medida que a Lava Jato avançava. A suspeita é que Canal, que tinha acesso a detalhes dos investigados, usava os dados para lhes extorquir dinheiro – em troca de redução ou cancelamento de multas.

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vital do Rêgo determina que Bolsonaro pare de anunciar em sites que promovem ilegalidade

O ministro Vital do Rêgo, do Tribunal de Contas da União (TCU), determinou nessa sexta-feira (10), de forma cautelar, que o governo federal pare de anunciar em sites que promovam atividades…

Novo vírus com potencial pandêmico é detectado no Brasil, alerta a OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou em seu site a detecção, pela Fiocruz, de um caso humano no Brasil de infecção respiratória causada por uma nova variante do vírus…