Por pbagora.com.br
Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta terça-feira (29) que o fim do auxílio emergencial será a infelicidade dos “demagogos e comunistas”.

Em seu twitter, além de lançar a polêmica, Bolsonaro reforçou que o auxílio emergencial não pode durar para sempre.

“O Auxílio Emergencial, infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode ser para sempre”, postou.

A declaração foi feita um dia após o presidente se reunir com líderes do Congresso e integrantes da equipe econômica do governo, entre eles o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir o Renda Cidadã.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eleições 2020: TSE aprova envio de forças federais para sete estados

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (27) o envio de tropas federais para garantir a segurança do primeiro turno das eleições em sete estados. Soldados das Forças Armadas serão…