A Paraíba o tempo todo  |

Governo do Piauí confirma a sétima morte após rompimento de barragem

O governo do Estado do Piauí informou que o Corpo de Bombeiros encontrou nesta manhã (30) o corpo da adolescente Maria Alexandra Pereira, 16, no povoado de Franco. Ela é a sétima vítima da inundação provocada pelo rompimento da Barragem Algodões 1, ocorrido no último dia 27, no município de Cocal, a 268 km ao norte de Teresina. Duas pessoas continuam desaparecidas.

O trabalho de busca e resgate de pessoas isoladas e desaparecidas na região, que fica na divisa com o Ceará, recomeçou às 6h da manhã de hoje. Segundo o governo, equipes de médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais prestam atendimento nos 14 povoados atingidos. Helicópteros são usados para chegar às áreas de difícil acesso.

Os municípios atingidos pela enxurrada provocada pelo rompimento da barragem vão receber R$ 750 mil do governo estadual para o atendimento de obras emergenciais. De acordo com a assessoria do governo, R$ 500 mil serão repassados para Cocal e R$ 250 mil para Buriti dos Lopes.

Segundo o prefeito de Cocal, Fernando Sales, o plano de trabalho prevê a reconstrução de casas, estradas, escolas e postos de saúde. Mas, de acordo com ele, a prioridade continua a ser o resgate das vítimas. “Quando todos forem resgatados e estiverem em lugares seguros, nós vamos começar a trabalhar nisso [plano de recuperação]”, disse.

O Ministério Público Federal determinou a abertura de um procedimento investigatório para apurar responsabilidades no caso.

O rompimento da barragem aconteceu na quarta-feira (27), provocado pelas fortes chuvas que atingiram o Ceará, onde fica a cabeceira do rio Pirangi. A barragem foi construída no leito do rio, com capacidade para armazenar 52 milhões de metros cúbicos de água.

Aproximadamente 40 toneladas de alimentos e 50 mil medicamentos foram enviados pelo governo do Estado aos atingidos pela inundação em Cocal.

UOL

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe