A Paraíba o tempo todo  |

Globo liberou beijo gay um mês antes

 Não foi uma decisão de última hora. O autor Walcyr Carrasco havia recebido há um mês o “OK” da Globo para escrever e gravar o tão esperado beijo gay entre os personagens Niko (Thiago Fragoso) e Félix (Mateus Solano) em “Amor à Vida”. Mas a cena só iria ao ar se a informação não vazasse.

A Folha apurou que, ao sentir a aceitação do casal homossexual junto ao público em geral, a direção da Globo autorizou o autor a incluir a cena no último capítulo do folhetim. Mas o combinado foi que deveria ser mantido o sigilo em torno do beijo até o final, para evitar reações prévias de religiosos e do público mais conservador.

Foi aí que o autor e os atores envolvidos trataram de diminuir a importância da cena em entrevistas, a fim de diluir as expectativas e de deixar a oposição na dúvida. Nas reuniões na emissora ficou claro que se o movimento contrário ao beijo gay fosse grande, a Globo poderia não exibir a cena.

Procurada, a emissora diz que o beijo de Niko e Félix sempre foi uma possibilidade, e que a premissa é que fosse pertinente à história. A Globo afirma que a cena foi bem recebida pelo público.

No Globo.com, site do canal, o vídeo do beijo e o de seus bastidores de gravação estão entre os mais assistidos pelos internautas.

 

Folha

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe