O empresário Nenê Constantino, fundador da Gol Linhas Aéreas, acusado de mandante de dois assassinatos, irá depor à Polícia Civil do Distrito Federal na sexta-feira (13) da próxima semana. Nenê dará sua versão nos inquéritos em que foi indiciado como mandante da morte de um líder comunitário no Distrito Federal e de um ocupante da garagem desativada pertencente à Viação Planeta, do grupo Constantino, em Taguatinga Norte (DF).

 

Em dezembro, Nenê divulgou uma nota de esclarecimento em que dizia “repelir de forma veemente” a acusação. O empresário se defendeu com o argumento de que o inquérito não tem provas para sustentar a “injusta e inverídica acusação” nem a “absurda conclusão a que chegou a autoridade policial”. Na nota, Nenê prometeu ainda demonstrar sua inocência de “forma incontroversa”.

 

 

último segundo

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário