O empresário Nenê Constantino, fundador da Gol Linhas Aéreas, acusado de mandante de dois assassinatos, irá depor à Polícia Civil do Distrito Federal na sexta-feira (13) da próxima semana. Nenê dará sua versão nos inquéritos em que foi indiciado como mandante da morte de um líder comunitário no Distrito Federal e de um ocupante da garagem desativada pertencente à Viação Planeta, do grupo Constantino, em Taguatinga Norte (DF).

 

Em dezembro, Nenê divulgou uma nota de esclarecimento em que dizia “repelir de forma veemente” a acusação. O empresário se defendeu com o argumento de que o inquérito não tem provas para sustentar a “injusta e inverídica acusação” nem a “absurda conclusão a que chegou a autoridade policial”. Na nota, Nenê prometeu ainda demonstrar sua inocência de “forma incontroversa”.

 

 

último segundo

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Noiva de Gabriel Diniz diz que joias do cantor foram roubadas

Em um desabado publicado no YouTube, Karoline Calheiros, noiva de Gabriel Diniz, respondeu perguntas relacionadas ao cantor, morto após um acidente de helicóptero em maio. Uma das revelações que mais chamou…

Com apoio de paraibanos, Câmara aprova PL que regulamenta vaquejada

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (20) a votação do projeto de lei que regulamenta as práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no Brasil (PL 8240/17).…