O ex-secretário geral da Presidêncai da República, Gustavo Bebiano, morreu na manhã deste sábado (14), vítima de um infarto, aos 56 anos. Ele estava em seu sítio em Teresópolis (RJ). Bebiano era pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro pelo PSDB.

O ex-ministro comunicou ao filho que estava passando mal, ás 4h30 da madrugada, e se dirigiu ao banheiro para tomar um remédio, quando caiu e sofreu um ferimento na cabeça. Ele foi levado a uma unidade hospitalar mas não resistiu.

Gustavo Bebiano foi coordenador da campanha de Jair Bolsonaro à Presidência da República. O sucesso dele na articulação política lhe rendeu o cargo de secretário-geral da Presidência do governo.

Formado em direito pela PUC do Rio, Bebiano era advogado e teve seu primeiro contato com Bolsonaro ainda na campanha eleitoral quando ofereceu assessoria jurídica à campanha da chapa do capitão.

O Tempo 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Tremor de terra de magnitude 1.9 é registrado em Pernambuco

Um tremor foi registrado na manhã desta quinta-feira (9) na cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Segundo as informações do Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande…