Por pbagora.com.br

 Decisão atende ao indulto pleno assinado pela presidente Dilma Roussef em 2012 que concedeu liberdade para presos com mais de 60 anos, com problemas de saúde – que cumpriram mais de um terço da pena.

A Vara de Execuções Criminais de Taubaté, no interior paulista, expediu, nesta segunda-feira (2), um alvará de soltura para o ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, condenado a 26 anos de prisão por desvio de R$ 169 milhões nas obras do fórum trabalhista de São Paulo. A decisão atende ao indulto pleno assinado pela presidente Dilma Roussef em 2012 que concedeu liberdade para presos com mais de 60 anos, com problemas de saúde – que cumpriram mais de um terço da pena.

Nicolau dos Santos Neto, de 85 anos, está no presídio de Tremembé, no Vale do Paraíba – onde aguarda a chegada do alvará de soltura.

Ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2.ª Região, na capital paulista, o ex-juiz foi condenado a 26 anos de prisão em maio de 2006 pelos crimes de peculato, estelionato e corrupção passiva.

Globo.com

Notícias relacionadas

Bolsonaro diz que eleitor que vota em Lula “merece sofrer”

Nesta segunda-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro declarou, durante contato com seus apoiadores no Palácio da Alvorada que aquelas pessoas que votam no ex-presidente Lula merecem sofrer. A justificativa dada…

Covid: variante de Manaus-AM faz explodir intubação de jovens no país

O avanço da variante P.1, descoberta em Manaus em janeiro, levou a cidade de São Paulo a mudar sua orientação para todos aqueles que forem infectados por coronavírus. Agora, eles…