O encontro nacional de um grupo interno do PT se transformou ontem, no auditório da Universidade Candido Mendes, no Rio, em ato de campanha eleitoral para a presidenciável e ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que prometeu até baixar juros. Quatro ministros, uma governadora, prefeitos e deputados da legenda unificaram o discurso sem esconder que já apoiam a pré-candidata na eleição de 2010 e trabalham por ela nos estados.

A ministra não assumiu a candidatura, mas ao discursar por uma hora para o grupo “Mensagem ao partido”, liderado por Tarso Genro, ministro da Justiça, falou de mudanças nos juros, atribuição exclusiva do Banco Central.

– Temos hoje condições de reduzir os juros de forma significativa sem comprometer a estabilidade do país. E nós iremos fazê-lo. Por juros eu estou me referindo aos juros básicos e ao spread bancário. Temos uma estrutura de juros absolutamente desproporcional à nossa situação macroeconômica – prometeu a ministra, que, ao chegar à reunião, desconversou sobre o aspecto eleitoral do encontro: – Venho aqui na condição de militante. É uma atividade que tem todo o sentido. Implica um processo de discussão e prestação de contas.

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário