A sessão do Congresso Nacional destinada a analisar vetos presidenciais e votar os projetos de lei do Congresso Nacional que regulamentam o Orçamento Impositivo foi cancelada. A medida se deu em função da ausência de parlamentares e da preocupação com a possibilidade de propagação do novo coronavírus (Covid-19) na Casa. O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) e o deputado Cezinha da Madureira (PSD-SP) já foram testados positivo para o vírus. Com o cancelamento, uma nova sessão foi convocada para o dia 26 de março.

Entre os vetos que seriam analisados pelos congressistas estão sete itens do Projeto de Lei do pacote anticrime (PL.6.341/2019). Entre os pontos vetados está o acordo de não persecução penal, no qual o governo pode fechar acordo com indiciados e desistir de processar a pessoa por crimes contra o patrimônio público previstos na Lei de Improbidade Administrativa.

Também consta da pauta o veto total ao Projeto de Lei 5.815/2019 que prorroga os incentivos do setor audiovisual, estendendo até 2024 o prazo para a utilização de recursos no âmbito do Recine, um regime especial de tributação para essa finalidade.

Além dos vetos, também constava ordem do dia do Congresso a votação de três projetos de lei do Congresso Nacional (PLN) sobre o Orçamento impositivo, que regulamentam a execução de emendas impositivas e diminuem o valor total das emendas do relator-geral do Orçamento, transformando-as em despesas a cargo do Poder Executivo.

Agência Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Auxílio Emergencial: confira os links oficiais e o passo a passo para se cadastrar

Em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus, o governo federal divulgou o cronograma de pagamento dos R$ 600 de ajuda para trabalhadores informais. O auxílio emergencial ou “Coronavoucher”, como…

Brasil bate novo recorde e registra mais de 120 mortes por Covid-19 em 24h

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 17h35 desta terça-feira (7), 13.831 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 681 mortes pela Covid-19. O último balanço do…