Por pbagora.com.br

O corpo da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva deixou o hospital Sírio-Libanês em São Paulo por volta de 7h30 deste sábado (4) e seguiu para São Bernardo do Campo, em carro do Cemitério Jardim da Colina.

O velório acontece até às 15h no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo. Em seguida, haverá uma cerimônia de cremação reservada à família no cemitério.

A ex-primeira-dama, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi internada no hospital Sírio-Libanês no dia 24 de janeiro, após a ruptura de um aneurisma cerebral (dilatação de uma artéria ou veia que irriga o cérebro), o que causou um AVC.

Ela foi submetida à embolização (estancamento) do aneurisma para conter a hemorragia. Também foi instalado um cateter para drenar o sangue que se espalhou pelo cérebro e para medir a pressão intracraniana.

Esse aneurisma já havia sido diagnosticado há 10 anos, mas, como era pequeno, na época os médicos avaliaram que não era necessária uma cirurgia.

Desde que recebeu o tratamento para conter o AVC, Marisa estava em coma induzido na UTI do Sírio-Libanês.

Na última quinta-feira (2), foi detectada ausência de fluxo cerebral e a morte cerebral foi confirmada pelo hospital ontem. O boletim médico informou que Marisa morreu às 18h57, aos 66 anos, vítima de complicações de um AVC.

 

Exame

foto: Reprodução/GloboNews

Notícias relacionadas

Caixa avalia antecipar saques do auxílio emergencial

Depois de antecipar em duas semanas, o saque da primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial, a Caixa Econômica Federal poderá fazer o mesmo com as demais parcelas, disse…

Rachel Sheherazade processa Silvio Santos e exige R$ 30 milhões de indenização

Demitida através de um email no ano passado, a apresentadora e âncora Rachel Sheherazade quer R$ 30 milhões de indenização do SBT. A jornalista entrou com uma ação trabalhista na…