Foto: Diony Silva/ TV Gazeta

A chuva no Espírito Santo deixou 664 pessoas fora de casa, segundo a Defesa Civil, até a manhã deste sábado (16). Há registro de desabrigados ou desalojados em Alegre, Vitória, Vila Velha, Cariacica, Santa Leopoldina, Piúma, Viana, Domingos Martins, Marechal Floriano e Bom Jesus do Norte.

Ao todo, são 354 desalojados (pessoas que foram para casa de parentes ou amigos) e 310 desabrigados (que estão em abrigos do poder público).

No estado, três municípios decretaram situação de emergência: Viana, Cariacica e Alegre. Os desabamentos e alagamentos causados pela chuva deixaram dois mortos e 12 feridos no estado.

A chuva forte começou no estado no final da tarde da segunda-feira (11). O temporal na região Sul do estado durou menos de 30 minutos, mas foi suficiente para causar estragos em Alegre, onde 24 pessoas continuam desalojadas. Na quarta-feira (13), a chuva se intensificou e atingiu outras regiões do estado.

Viana

Viana continua sendo o município com mais pessoas fora de casa por conta dos alagamentos. O município decretou situação de emergência.

São 81 desalojados e 153 desabrigados. Os desabrigados foram levados para o Centro Municipal de Ensino Infantil (CMEI) Professora Biluca, em Viana Sede.

Na quinta-feira (14), voluntários usaram um barco para resgatar crianças que estavam em uma casa, mas a correnteza foi tão forte que o barco virou. Outros moradores se arriscaram nadando na correnteza para ajudar as crianças.

O Rio Formate transbordou, derrubou a ponte que liga os bairros Operário e Industrial cobriu carros e invadiu casas.

Santa Leopoldina

Em Santa Leopoldina, 195 pessoas estão fora de casa. Na cidade, um deslizamento matou pai e deixou mãe e filho feridos na quinta-feira (14). O homem foi sepultado na tarde dessa sexta-feira (15). Mulher e criança continuam no hospital.

Os 105 desabrigados estão em duas escolas do município: na Escola Estadual Alice Holzmeister e na Escola Municipal Milton Cortelet. Outras 90 pessoas estão desalojadas.

Cariacica

A segunda morte registrada em consequência das chuvas que atingem o Espírito Santo foi confirmada na tarde de sexta-feira. Um homem foi encontrado morto dentro da casa onde morava no bairro Novo Horizonte, que ficou alagado depois que o nível do rio Formate subiu.

A Polícia Civil encontrou o corpo próximo à cama. Para retirar o homem do local foi necessário acionar o Corpo de Bombeiros.

Os vizinhos acreditam que ele estava dormindo no momento que o rio subiu e não conseguiu se salvar. A perícia no local e a necropsia preliminar indicam que a morte se deu por afogamento. O corpo está no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.

Cariacica ainda tem 86 pessoas fora de casa: 36 desalojados e 50 pessoas desabrigadas. Os desabrigados foram levados para a Igreja Batista do bairro Vila Rica e para a Escola Estadual Teodomiro, em Novo Horizonte.

Um trecho de 15 quilômetros na BR-262 em Domingos Martins, região Serrana do Espírito Santo, está em sistema de “Pare e Siga” entre os km’s 22 e 37.

Na sexta-feira (15) mais de 50 barreiras deslizaram e bloquearam a pista.

Marechal Floriano

Na tarde desta sexta, a Defesa Civil de Marechal Floriano e o Corpo de Bombeiros suspenderam o aviso de evacuação das casas de três localidades do município por causa do risco de rompimento de uma barragem. A represa, que fica em uma propriedade privada, estava com nível de água acima do limite de segurança.

Autoridades e a população se uniram e escoam a água da barragem com mangueiras e bombas.

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019

O Brasil avançou, mas enfrentará novos desafios em 2020. De acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano de 2019, que mede o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o país teve…