Por pbagora.com.br

O Corpo de Bombeiros de Manaus informou nas primeiras horas deste domingo (8) que 24 corpos foram resgatados do Rio Manacapuru, no Amazonas, onde está submerso o avião Bandeirante. Apenas quatro pessoas foram resgatadas com vida. Segundo o sargento Amarildo R. da Silva, do Corpo de Bombeiros de Manaus, as buscas foram encerradas por volta das 2h (horário de Brasília) e as chances de encontrar outras vítimas está descartada.

 

Segundo a Defesa Civil de Manacapuru, até agora quatro pessoas – entre elas uma criança de nove anos – foram encontradas com vida e levadas ao hospital do município. São elas: Yan da Costa Liberal, de 9 anos, Brenda Dias Moraes, 21 anos, Érica Evangelista da Costa, 23 anos, e Ana Lúcia Reis, 43 anos. Todas passam bem.

O número de vítimas resgatadas não bate com as informações passadas pelo piloto antes do acidente. De acordo com a Aeronáutica, ele afirmou havia 20 pessoas na aeronave, entre passageiros e tripulação.

 

O avião da Embraer EMB 110 Bandeirante, prefixo PT-SEA, com capacidade para mais de 20 pessoas, continua amarrado a uma árvore para não afundar. A aeronave caiu na tarde deste sábado, a cerca de 80 km de Manaus. Ela voava com destino a Manaus e pertencia à empresa Manaus Táxi Aéreo

O avião decolou da cidade de Coari e, cerca de uma hora depois, caiu no Rio Manacapuru, próximo à ilha de Monte Cristo, na comunidade Santo Antônio, região da cidade de Manacapuru, por volta de 16h (horário de Brasília).

Segundo a Aeronáutica, o piloto entrou em contato com a torre do aeroporto de Manaus e informou que voltaria para Coari por causa da forte chuva. Neste momento, o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) perdeu contato com a aeronave.

 

Ainda segundo o comando da Aeronáutica, o avião desapareceu dos radares do controle aéreo a 20 minutos de chegar a Manaus.

Segundo o 1º sargento do Corpo de Bombeiros de Manaus, Marimar Machado Marques, o piloto teria tentado fazer um pouso forçado no aeroporto de Manacapuru, mas caiu a cerca de 500 metros da cabeceira da pista, dentro do rio.

Aproximadamente 40 homens, da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Marinha trabalharam nas buscas. Duas equipes de mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Manaus também foram deslocadas para o local. A chuva forte, que cai desde cedo na região, dificultou os trabalhos de resgate.

O comando da Aeronáutica informou que abriu sindicância para apurar as causas do acidente.

G1

Notícias relacionadas

Santander Becas abre seleção para especialização gratuita em Tecnologia da Informação

Estão sendo oferecidas 50 mil bolsas de estudo para curso on-line O Programa Santander Becas abriu as inscrições para as 50 mil bolsas de estudos disponibilizadas no curso de Tecnologia…

Inep define prazo para solicitar isenção na taxa de inscrição Enem 2021

Quem faltou na edição passada deverá justificar ausência também no mesmo período A edição de 2021 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ainda não tem um cronograma oficial divulgado…