A Paraíba o tempo todo  |

Bolsonaro: “O nosso país não pode continuar refém de uma ou duas pessoas”

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta terça-feira (7), nas redes sociais, que o Brasil “não pode continuar refém de uma ou duas pessoas”.

A declaração foi postada minutos antes da sua participação na solenidade do Dia da Independência.

Dentro da residência oficial, recebendo um grupo de apoiadores e crianças, o presidente afirmou que participará, hoje, de dois atos: um em Brasília e outro em São Paulo.

“Eu apenas hoje quero ser o porta voz de vocês e dizer que o que falarmos a partir de agora, estou falando em nome de vocês, povo brasileiro” argumentou.

Sem citar nomes, o presidente chegou a dizer:

“Ou entram nos eixos ou serão simplesmente ignoradas da vida pública. Este é o meu trabalho. Vou continuar jogando dentro das 4 linhas, mas a partir de agora, não admito que outras pessoas uma ou duas joguem fora das 4 linhas. A regra do jogo é uma só: respeito a nossa Constituição, à liberdade de opinião”.

Nos bastidores o burburinho é que a fala teria sido uma ‘indireta’ para o STF e o TSE.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe