O diretor de Carnaval da vice-campeã Beija-Flor de Nilópolis afirmou, na madrugada deste domingo, que é a primeira vez desde 1976 que a escola se apresenta na Avenida Marquês de Sapucaí sem o intérprete Neguinho da Beija-Flor. O cantor foi proibido pelos médicos de voltar ao sambódromo para o Desfile das Campeãs, pois está com a imunidade baixa.

O artista se recupera de um câncer no intestino e voltará a ser submetido a quimioterapia na próxima segunda-feira. “O Neguinho foi ao interior do Rio fazer um show e passou mal. Isso ocorreu no período do carnaval, depois dele participar do desfile da Beija-Flor. A voz do Neguinho é primordial. Sem ele, a gente faz um desfile dentro das possibilidades”, destacou Laíla.

O diretor disse ainda que o cantor deve ficar afastado da escola por um “bom tempo” enquanto se recupera. Ele descartou contratar qualquer intérprete para fazer uma substituição temporária sem que Neguinho seja consultado.

Os sete cantores que acompanham a primeira voz fizeram uma homenagem a Neguinho durante o Desfile das Campeãs. Eles usaram uma camisa com a foto do artista. A Beija-Flor foi a quinta escola a entrar na avenida, depois de Mangueira, Grande Rio, Vila Isabel e Portela.

 

terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Projeto quer vetar BNDES de financiar projetos a governos estrangeiros

Um projeto de lei do Senado quer restringir recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiamento de projetos a governos estrangeiros. De acordo com o autor…

Justiça reconhece vínculo de motoboys com empresas por app

A Justiça do Trabalho de São Paulo determinou que a empresa de entregas Loggi reconheça o vínculo trabalhista dos motoboys que prestam serviço para a companhia. A decisão da 8ª…