Um grupo de artistas, que inclui as atrizes Sonia Braga, Zezé Polessa, Leticia Sabatella, o ator Vladimir Brichta e o cantor Caetano Veloso, pede explicações para a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, sobre empresas que compraram pacote de disparo de mensagens contra o PT nessas eleições.

Ontem, o jornal Folha de S.Paulo revelou um esquema em que empresas contrataram pacotes de disparo de mensagens de conteúdo contra o PT no WhatsApp. A prática configura doação de campanha por empresas, portanto, é crime eleitoral.

“Prezada ministra Rosa Weber, desde o princípio das eleições estamos tendo que conviver com esses crimes eleitorais”, diz a atriz Sonia Braga. Ela cita o caso em que o filho do candidato Jair Bolsonaro (PSL), Eduardo Bolsonaro, pede para os eleitores filmarem a cabine de votação – prática que também configura crime eleitoral – e a notícia do “kit gay” usada pela campanha de Bolsonaro contra Fernando Haddad (PT) e que foi comprava ser falsa. “Senhora ministra, qual a posição do TSE? Nós estamos aguardando, nós queremos o melhor para o Brasil, nós queremos justiça”, diz a atriz.

“Então ministra Rosa Weber, qual a sua reação a esses escândalos de fake news e crimes eleitorais?”, questiona Caetano Veloso.

A atriz Zezé Polessa diz que comprar fake news com dinheiro de caixa 2 para ganhar eleição é um ato ilícito. “Como cidadã desse país, senhora ministra Rosa Weber, eu espero uma resposta sua”, pede a artista.

“Ministra Rosa Weber, me permita uma pergunta. Criar as fake News, as notícias falsas, e espalha-las através do WhatsApp para manipular a opinião pública não constitui crime eleitoral?”, diz Vladimir Brichta.

Os vídeos foram publicados na página do Facebook #342Artes. Apoiadores de Bolsonaro responderam os posts com fotos do candidato com a faixa presidencial e com críticas aos artistas.

“Excelentíssima ministra Rosa Weber, houve uma promessa do TSE de que iria combater com muito afinco as fake news durante a campanha eleitoral. Diante dessa revelação de que houve caixa 2 envolvendo financiamento de empresas para que houvesse essa enxurrada de tantas mentiras, de tanta falsidade na campanha eleitoral, qual vai ser a medida para que possamos ter um processo retomado de democracia?”, gravou a atriz Leticia Sabatella.

Ontem, após a revelação, o PT entrou com um pedido de investigação no TSE por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. O partido também pede que o tribunal torne o candidato do PSL inelegível. O Psol também entrou com uma representação para que a Justiça Eleitoral imponha regras à plataforma de mensagens WhatsApp.

Congresso em Foco

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Com apoio de paraibanos, Câmara aprova PL que regulamenta vaquejada

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (20) a votação do projeto de lei que regulamenta as práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no Brasil (PL 8240/17).…

Noiva de Gabriel Diniz diz que joias do cantor foram roubadas

Em um desabado publicado no YouTube, Karoline Calheiros, noiva de Gabriel Diniz, respondeu perguntas relacionadas ao cantor, morto após um acidente de helicóptero em maio. Uma das revelações que mais chamou…