Em resposta a uma sugestão feita pelo senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) ao líder do governo no Senado Federal, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), o Governo Federal informou que já iniciou o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a clientes de outros bancos, não mais apenas da Caixa Econômica Federal.

O assunto foi tratado por Veneziano no início da semana passada, após preocupação com as aglomerações de pessoas que estão sendo verificadas nas agências da CEF de todo o país. Veneziano levou a sugestão ao líder do governo como forma de “desafogar” a Caixa Econômica Federal e evitar maiores aglomerações nas portas e nas proximidades das agências.

A ideia do senador paraibano foi de que a Caixa pudesse centralizar a operacionalização do pagamento e, para as pessoas que tem contas em outros bancos, o dinheiro pudesse ser transferido por TED (Transferência Eletrônica Disponível), uma ferramenta muito comum para se transferir dinheiro de um banco para outro.

“A TED é muito usada no Brasil inteiro, não gera pagamento de tarifa e facilitaria a vida de quem tem conta em outro banco que não seja a Caixa Econômica Federal. Só essa medida já reduziria em muito as filas nas agências da Caixa”, afirmou Veneziano, no contato com o líder do governo.

Nesta segunda-feira (04), o líder Fernando Bezerra Coelho telefonou para Veneziano para informar que o governo adotou a medida e que o pagamento por TED para pessoas que tem contas em outros bancos já está sendo feito.

“O país inteiro viu com olhos de preocupação as gigantescas filas e as aglomerações de pessoas nas portas das agências da Caixa. Como o governo ainda deverá pagar mais duas parcelas, acredito que, com essa medida, essas aglomerações serão reduzidas”, declarou o parlamentar do PSB da Paraíba.

No contato com Veneziano, Fernando Bezerra Coelho afirmou que mais de 2 milhões de pessoas já estão sendo beneficiadas com o pagamento do auxílio emergencial através de TED para outros bancos. Por outro lado, ele demonstrou preocupação com outra grande quantidade de pessoas que não tem conta em banco algum e que precisam receber o auxílio.

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Redes sociais têm de ter liberdade com responsabilidade”, diz Alexandre de Moraes

Alexandre de Moraes, na manhã desta quarta, participou de um seminário na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, no lançamento de um convênio entre a instituição e a…

Quem tiver renda maior e receber auxílio emergencial pode ter que devolver em 2021

A lei do auxílio emergencial sofreu uma nova alteração, que torna o benefício um “empréstimo” para quem se recuperar financeiramente até 2021. A mudança feita pelo senado e sancionada pelo…