Com o verão chegando com tudo, o perigo com queimaduras provocadas por caravelas no mar aumenta. No ano passado em João Pessoa, três pessoas foram socorridas para o Hospital de Trauma por conta dessas queimaduras.

Nesse período, principalmente no mês de dezembro, é comum os machos e as fêmeas se encontrarem e serem levados pelas correntes para o litoral provocando o aumento no número de acidentes. No início desta semana, um casal de turista de Santa Catarina foi vítima de queimaduras provocadas por caravelas na Praia de Tambaú. Eles foram socorridos para a unidade de tratamento de Queimados do Hospital de Trauma, onde receberam atendimento especializado.

Com o verão se aproximando é preciso muito cuidado, principalmente com as crianças, disse o doutor Saulo Montenegro, coordenador da unidade de Tratamento de Queimados do Hospital de Trauma. O aumento de temperatura dos oceanos, beneficia a chegada das águas-vivas e caravelas nas praias, aumentando os riscos de acidentes com banhistas.

As águas-vivas e caravelas são animais marinhos cobertos por células que injetam toxinas. O veneno, que serve para paralisar a presa, não é fatal aos seres humanos, mas provoca dores, fisgadas, irritações na pele, cãibras e sensação de fortes queimaduras. Em caso de queimaduras por águas-vivas e caravelas, a vítima deve manter a calma e sair da água o mais rápido possível. Não se deve tentar remover os tentáculos aderidos com as próprias mãos, mas em terra, faça a remoção cuidadosa dos tentáculos aderidos à pele, sem esfregar a região atingida.

A pessoa deve lavar o local atingido com água do mar e não deve utilizar água doce, pois ela poderá estimular mais descarga da toxina No ano passado em João Pessoa, três pessoas foram socorridas para o Hospital de Trauma por conta de queimaduras provocadas por caravelas. O doutor Montenegro informou que o modo mais simples de socorrer uma vítima de queimadura por caravela é lavar o local com água do mar e em seguida lavar o local atingido com uma solução de vinagre.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Coordenadora Nacional de Transplantes elogia avanços na Paraíba

A Paraíba recebeu nessa segunda-feira (9) a visita da coordenadora geral do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), Daniela Salomão. A agenda fez parte do I Encontro Paraibano de Doação de…