A Paraíba o tempo todo  |

Veja como ter acesso à assistência farmacêutica gratuita na capital

Atualmente quase duas mil pessoas recebem medicamentos nas residências em João Pessoa, pelo programa Remédio em Casa, que faz a entrega dos produtos de uso contínuo aos pacientes hipertensos e diabéticos que tenham acima de 60 anos que estejam acamados. Atualmente, o programa possui mais de 1,9 mil usuários cadastrados.

Para ter acesso ao serviço, o paciente deve preencher, na unidade de saúde de referência, do termo de adesão assinado, com cópia do comprovante de residência, CPF e cartão nacional do SUS. Além disso, a prescrição médica precisa ser atualizada a cada seis meses.

Farmácias

Outro serviço é o fornecimento de remédios pela Atenção Primária em 53 farmácias polos, que oferecem medicamentos aos usuários das unidades de saúde da família (USF).

De acordo com a gerente de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (Gemaf), Giucélia Menezes, a assistência farmacêutica é um serviço de apoio a toda rede de saúde. “É fundamental para um serviço de excelência, uma integração contínua multiprofissional, subsidiando em parecer técnico quanto à qualidade e quantidade de produtos que garantam a segurança, a efetividade, na quantidade necessária para que não acarrete a falta, nem os desperdícios”, destacou.

Para ter acesso aos medicamentos distribuídos nas farmácias polos, o usuário deverá se cadastrar na unidade de dispensação com os seguintes documentos: RG, CPF, cartão SUS, comprovante de residência em João Pessoa e receituário de controle especial, em duas vias, ou receituário azul, em uma via.

“A dispensação é realizada para até 30 dias de tratamento, com exceção nos casos em que a embalagem do medicamento não permite essa quantidade, e o paciente pode retirar os medicamentos com antecedência de até cinco dias”, explicou Giucélia Menezes.

Além das 53 farmácias polos, a rede municipal de saúde também conta com assistência farmacêutica nos hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Policlínicas Municipais, Centros de Atenção Psicossocial, Centros Especializados de Odontologia e Centros de Referência.

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe