Por pbagora.com.br

Observando os cenários traçados pelo Ministério da Saúde em seu plano de imunização para entender a ordem de vacinação no país, o portal esclarece a atual ordem de prioridade de vacinação no Brasil e por ventura na Paraíba. Segundo a assessoria da Secretária de Saúde do Estado, com o recebimento de doses na semana anterior e a perspectiva da chegada de mais um lote de vacinas no próximo sábado, de acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o processo de imunização na Paraíba foi acelerado e começou a atingir a população de idosos de 60 anos.

A perspectiva é de prosseguir as recomendações do Plano Nacional de Imunização, consolidado pelo Ministério da Saúde, que acompanha e monitora a aplicação das vacinas em todo o Brasil. Com a redução da faixa etária, a população abaixo dos 59 anos começou a criar expectativas de recebimento das doses.

No entanto, o próximo grupo atendido serão pessoas com comorbidades. São público alvo já com atendimento iniciado: 1ª fase – Trabalhadores de Saúde (Grupo 1), população Indígena aldeado em terras demarcadas acima de 18 anos atendidos pelo subsistema de saúde indígena; pessoas acima de 80 anos, pessoas de 75 a 79 anos, pessoas acima de 60 anos institucionalizadas e indígenas (Grupo 2); 2 ª f a s e – Pessoas de 70 a 74 anos (Grupo 4), pessoas de 65 a 69 anos (Grupo 5) e pessoas de 60 a 64 anos (Grupo 5).

Em seguida, na terceira fase, a campanha atinge pessoas com comorbidades (diabetes mellitus, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave) que são do Grupo 6; 4ª fase – professores de nível básico ao superior (Grupo 7), forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional (Grupo 8). Para o recebimento das doses, é obrigatório a apresentação de documentos comprobatórios de idade, patologia e vínculos empregatícios de grupos compreendidos como prioritários.

Em alguns municípios, a aplicação das doses é realizada através do sistema de agendamento para o atendimento, especificidades de cada cidade já que possuem autonomia para o andamento das campanhas de vacinação.

Redação

Notícias relacionadas

Medidas contra a covid devem continuar para evitar novo pico, diz secretário

Nesta segunda-feira (19), o secretário Executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, declarou que a Paraíba espera um maior repasse de vacinas da Coronavac…

Brasil chega a 375 mil mortos por Covid; país registrou 1.607 mortes em 24 horas

O país registrou 1.607 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou nesta segunda-feira (19) 375.049 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes…