A Paraíba o tempo todo  |

Trauma de João Pessoa realiza 484 atendimentos no fim de semana; quedas lideram entradas

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou durante o fim de semana 484 atendimentos, sendo que 159 foram considerados casos graves ou gravíssimos. Nesse período, a unidade de saúde realizou 46 procedimentos cirúrgicos de alta e média complexidade. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da 0h da sexta-feira (13) até às 23h59 desse domingo (15).

Durante o fim de semana, as ocorrências envolvendo quedas lideraram as entradas da emergência, com 118 casos, seguidos por 71 acidentes de moto. Outros casos registrados na unidade de saúde foram corpo estranho (42), agressão física (22), trauma (19), queimadura (10), acidente de automóvel (sete), arma branca (seis), acidente de bicicleta (cinco), atropelamento (cinco) e arma de fogo (dois). Os casos clínicos em destaque foram Acidente Vascular Cerebral (14) e Acidente Vascular (sete).

A faixa etária dos 19 aos 59 anos foi responsável pela maioria das entradas na instituição com 306 pacientes, seguida por pessoas com mais de 60 anos (91), crianças de 0 a 12 anos (54) e de 13 a 18 (33 casos).

O bairro de Mangabeira lidera os atendimentos com 40 entradas, seguido por Valentina (21), Gramame (14), Geisel (13) e Pedro Gondim (12). Já em relação aos municípios, Bayeux lidera com 25. Na sequência estão Santa Rita (23), Cabedelo (nove), Lucena (sete) e Conde (seis).

Perfil – O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena atende casos de urgência e emergência, contudo, muitos procuram a instituição para atendimentos clínicos, não levando em consideração o tipo de assistência prestada pela unidade de saúde, voltada para situações de média e alta complexidade, a exemplo de vítimas de trauma (acidentes e desastres), violência, queimadura, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e hemorragias digestivas.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe