A Paraíba o tempo todo  |

Trabalhadores da Educação são incluídos como prioridade do Plano Nacional de Imunização

Os trabalhadores da educação são incluídos em grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização. O anúncio foi feito pelo governador João Azevedo (Cidadania). Ele sempre defendeu a inclusão dos profissionais de educação nos grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização contra Covid-19, o que foi acatado pelo Ministério da Saúde.

“Acaba de ser aprovado o início da vacinação dos trabalhadores da Educação como prioritários do Plano Nacional de Imunização. Esse é um passo importante para que se possa voltar às aulas presenciais com mais segurança. Vamos em frente. Continuem se cuidando”, diz a publicação.

No último dia 25 de maio, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) determinou a suspensão da vacinação contra Covid-19 para trabalhadores da educação no município de João Pessoa, na Paraíba. A decisão atendeu um pedido do Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Regional da República (PRR) em Recife.

De acordo com a decisão, a vacinação deverá manter a ordem de prioridade do Programa Nacional de Imunizações (PNI) em João Pessoa, com relação à vacinação contra a covid-19. Segundo o PNI, é preciso garantir a imunização de 90% de cada grupo prioritário antes de avançar para outros grupos.

A autorização foi do Ministério da Saúde (MS), por meio da Comissão Intergestores Tripartite do SUS (CIT), instância deliberativa.

Cidades como João Pessoa, Cabedelo e Bayeux já tinham começado a vacinação desses trabalhadores, mesmo sem essa aprovação.

Isso porque estavam usando doses “ociosas” de grupos anteriores para avançar. Em alguns grupos, por exemplo, a vacinação não tinha atingido 50% da meta, segundo o Ministério Público Federal.

Com a decisão, o MS autoriza que todas as cidades façam o mesmo que João Pessoa, mas, agora, o MS vai se responsabilizar a enviar doses específicas para esses profissionais da educação, nas próximas remessas.

Em outras palavras, o que a Comissão do SUS (CIT) fez foi autorizar que as novas doses enviadas aos estados e municípios sejam usadas para vacinação dos trabalhadores da educação dos Ensinos Infantil, Fundamental, Médio e Superior.

PB Agora

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      10
      Compartilhe