A Paraíba o tempo todo  |

Sindicato dos comerciários quer que empresas façam testes rápidos e pede Lockdown

Devido o aumento dos casos do novo coronavírus em Campina Grande, o sindicato dos comerciários da cidade pediu Lockdown na Rainha da Borborema como forma de conter o avanço do vírus.

Depois do prefeito anunciar a antecipação de feriados em Campina Grande, promovendo bloqueio da cidade por cinco dias, o Sindicato dos Comerciários pediu que as empresas disponibilizem testes rápidos para os funcionários que estão trabalhando durante a pandemia do coronavírus.

Em entrevista nesta terça-feira (26), o presidente da entidade, José do Nascimento Coelho, avaliou a medida dos feriados como tardia.

Ele disse ainda que as empresas devem seguir a convenção coletiva, mas espera que o prefeito não abra precedentes.

– Estamos defendendo o bloqueio total por causa do avanço do coronavírus. Houve um afrouxamento em abril, principalmente na área central e agora temos trabalhadores que foram a óbito, testaram positivo, seus familiares contraíram a doença, por isso queremos que as empresas forneçam os testes. A antecipação dos feriados veio como medida meio tardia, as empresas devem seguir a convenção coletiva, mas esperamos que o prefeito não abra precedentes para serviços não essenciais- frisou.

Campina Grande é a segunda cidade da Paraíba a registrar maior número de pessoas infectadas com o Covid-19.

SL
PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe