A Paraíba o tempo todo  |

SES prevê mais de mil cirurgias com retomada de programa “Opera Paraíba”

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Com a retomada do programa “Opera Paraíba” a Secretaria de Estado da Saúde está prevendo a realização de mil cirurgias eletivas em toda Paraíba nos próximos três meses.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a programação terá início já na primeira semana de agosto para realização dos procedimentos em 12 hospitais de todas as regiões do estado

O programa havia sido suspenso em fevereiro, devido à grande demanda de internação dos pacientes com Covid-19. Antes disso, mais de 6 mil paraibanos saíram da fila de espera por cirurgias no estado.

“Com a situação mais controlada e a queda no número de internações, conseguimos retomar o programa já para a primeira semana de agosto”, explica o secretário de saúde, Geraldo Medeiros.

A programação terá início já na primeira semana de agosto para realização dos procedimentos em 12 hospitais de todas as regiões do estado.

O Secretário Geraldo Medeiros observou que com a situação mais controlada e a queda no número de internações, a SES terá condições de retomar o programa já para a primeira semana de agosto”.

“A programação itinerante inicia no mês de agosto contemplando a população dos municípios localizados nas 3ª, 4ª, 5ª, 12ª, 14ª, 15ª regiões de saúde, ou seja, “serão realizados procedimentos nos hospitais regionais de Queimadas, Picuí, Monteiro e Mamanguape”, explica Geraldo.

De acordo com a programação, já no mês de setembro, serão os municípios das 1ª, 2ª, 6ª, 8ª, 10ª, 13ª e 16ª regiões, com procedimentos nos hospitais de Mamanguape, Pombal, Taperoá, Sousa e Taperoá.

Em outubro, fechando o ciclo, os residentes nos municípios que compõem as 7ª, 9ª, 11ª regiões, com procedimentos realizados nos hospitais de Piancó, Cajazeiras e Taperoá.

Para que seja possível andar com a fila de operações, 12 hospitais da Rede Estadual integram a força-tarefa. Já a contrapartida dos municípios consiste na realização dos exames pré-operatórios e no transporte até a unidade hospitalar onde será realizado o procedimento cirúrgico.

Para garantir a segurança dos profissionais envolvidos, bem como dos pacientes que serão beneficiados com o programa, a SES adota protocolos sanitários vigentes dentro do Plano Novo Normal Paraíba.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe