O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, pediu demissão na manhã desta quarta-feira (15). A informação foi divulgada em nota oficial do ministério.

A saída de Wanderson ocorre em meio à pandemia de coronavírus. Ele vinha sendo uma das autoridades do ministério que mais participavam das ações da pasta sobre o enfrentamento ao vírus e estava presente em boa parte das entrevistas coletivas da pasta sobre o tema.

Wanderson, assim como o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, é defensor do isolamento social como estratégia de contenção do vírus. A medida é criticada pelo presidente Jair Bolsonaro, que afirma que esta ação é prejudicial à economia, e vem sendo motivo de embate entre ele e o ministro Mandetta.

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

CG: com recorde de altas, mais de 1.300 pessoas estão recuperadas da covid-19

Uma boa notícia em tempos de coronavírus: nada menos que 15 pessoas, que estavam internadas em leitos para tratamento da Covid-19, no complexo do Hospital Municipal Pedro I, tiveram alta…

Polícia intercepta moto e apreende maconha que seria vendida no Sertão

A Polícia Militar interceptou uma moto, na manhã desta terça-feira (2), e apreendeu maconha que ainda seria tratada e embalada para a venda, na cidade de Princesa Isabel, no Sertão…