Por pbagora.com.br

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, pediu demissão na manhã desta quarta-feira (15). A informação foi divulgada em nota oficial do ministério.

A saída de Wanderson ocorre em meio à pandemia de coronavírus. Ele vinha sendo uma das autoridades do ministério que mais participavam das ações da pasta sobre o enfrentamento ao vírus e estava presente em boa parte das entrevistas coletivas da pasta sobre o tema.

Wanderson, assim como o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, é defensor do isolamento social como estratégia de contenção do vírus. A medida é criticada pelo presidente Jair Bolsonaro, que afirma que esta ação é prejudicial à economia, e vem sendo motivo de embate entre ele e o ministro Mandetta.

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lei torna obrigatório teste de Covid-19 em doadores de sangue na Paraíba

Com a Paraíba ainda enfrentando uma pandemia, foi publicada nesta sexta-feira (25) no Diário Oficial do Estado (DOE), uma lei que torna obrigatório o teste de detecção da Covid-19 em…

PB confirma 567 novos casos de Covid-19 em 24h; mortes chegam a 2.778

A Paraíba registrou 567 novos casos de Covid-19 e 16 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela…