Por pbagora.com.br

Com a Paraíba travando uma luta para impedir o avanço do novo coronavírus, o Secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, esclareceu alguns assuntos relacionados as medidas do governo nesse período de quarentena.

Geraldo Medeiros observou que a abertura gradual das atividades de algum setor, seja comércio ou não, através de decreto, é atribuição do governador João Azevêdo, e resta esperar sua determinação.

Já em relação aos testes rápidos, o secretário contou que a remessa inicial disponibilizada pelo Ministério da Saúde é de 8.700 unidades, que serão destinadas, principalmente, aos profissionais da saúde e às forças de segurança.

Além disso, ele pontuou também que os testes devem chegar nesta sexta-feira (3) em João Pessoa e que avaliações serão feitas para otimizar a utilização.

Ele ressaltou que o resultado de um teste na Paraíba é entregue no mesmo dia, desde que eles estão sendo realizados em laboratório próprio.

No entanto, quando há necessidade de enviar alguma amostra para o Instituto Evandro Chagas, em Belém do Pará, a espera é de cerca de 10 dias.

Por fim, o representante da Secretaria de Saúde explicou que a utilização desses testes não são indicadas para toda à população.

– O uso indiscriminado do teste rápido não é produtivo e não traz nenhum benefício para a população, porque a incidência de falso negativo chega até 70%. Na coreia chegou a 70%. O motivo é que as pessoas fazem esses testes no período inadequado. pois eles devem ser realizados entre o 7º e o 9º dia a partir do início dos sintomas – finalizou.

Redação

Notícias relacionadas

Campina Grande vacina contra Covid-19 pessoas de 59 anos com comorbidades nesta quinta-feira

A Prefeitura de Campina Grande, através da Secretaria de Saúde do Município, vacina nesta quinta-feira (06), pessoas de 59 anos com comorbidades. A aplicação das doses contra Covid-19 será do…

Apesar de melhorias, CRM-PB constata falta de materiais e medicamentos no Trauminha

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) fiscalizou, no dia 27 de abril, o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcisio Burity (Ortotrauma de Mangabeira). Apesar de constatar…