A Paraíba o tempo todo  |

Secretaria de Saúde de CG vai implantar acompanhamento psicológico para gestantes durante pré-natal

Em mais uma ação de consolidação da rede de saúde mental do Município e da assistência emocional às pessoas de todas as redes de cuidado do SUS, a Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria de Saúde, vai implantar um serviço de acompanhamento psicológico para gestantes durante a gravidez. Será o programa Pré-Natal Psicológico.

O primeiro passo para o trabalho foi realizado nesta terça-feira, 8, com o lançamento do projeto piloto no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea). O programa será iniciado pela maternidade, que é a maior da Paraíba e realiza cerca de 7 mil partos por ano. No Isea é realizado o pré-natal de gestantes de alto risco. Ou seja, o serviço será implantado, inicialmente, nas mulheres com gravidez considerada de risco e, paulatinamente, será ampliado para todas as gestantes que fazem o pré-natal nas Unidades Básicas de Saúde.

O projeto consiste em um acompanhamento complementar da psicologia ao pré-natal ginecológico, onde serão utilizadas intervenções grupais para o acolhimento emocional dessas gestantes. Os encontros serão sempre realizados por grupos de cinco gestantes e abordarão temas como idealização da maternidade, bebê real versus imaginário, mudanças de papel ao tornarem-se pai e mãe, sexualidade na gravidez, romantização da amamentação, parto (dor, medos e ansiedade), puerpério e rede de apoio.

Também será construído um livro da gestante para registrar, do ponto de vista emocional e sentimental, todas as transformações. “Não são palestras, mas sim, rodas de conversas que possibilitem um espaço de fala e acolhimento, troca e construção de saberes através de vivências e diálogo. Além disso, será utilizado como ferramenta o Livro da Gestante, que tem por proposta auxiliar no processo de ressignificar a vivência do gestar e tem como ação terapêutica, a partir da escrita, a construção de um arquivo dessa experiência”, afirma o coordenador do setor de psicologia do Isea, Gustavo Chaves.

As estatísticas mostram que as gestantes sofrem constantemente de diversos males de ordem psicológica, como estresse, ansiedade e depressão, dados intensificados após 2019, com o atual contexto de pandemia, além da possibilidade de depressão pós-parto. O Pré-Natal Psicológico, além de ser um auxílio de acolhimento a prevenção para depressão pós-parto e outros transtornos, também atua na preparação da gestante e ao acompanhante para o parto e a maternidade, a partir da educação perinatal.

Participaram desse lançamento a primeira-dama, a psicóloga Juliana Figueiredo Cunha Lima; a coordenadora de Saúde Mental da Secretaria de Saúde, psicóloga Lívia Sales; a diretora geral do Isea, a médica Suelem Taís; os diretores administrativos e técnico da maternidade, Júlio Lopes e Karolynne Figueiredo; os psicólogos do ISEA, Gustavo Chaves e Daiane Arantes, juntamente com a coordenadora do Pré-Natal do Isea, a enfermeira Samara Gomes.

“Esperamos, como resultado, gestantes mais leves no período gestacional, sendo bem informadas e preparadas para o momento do parto, assim como os acompanhantes que exerçam tal função a contribuir para um melhor fluir do processo do nascimento para preservar a saúde mental materna, reduzir os impactos de sofrimento psíquico diante das demandas que a maternidade exige”, conclui Gustavo Chaves.

 

Da Redação com Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe