O Samu/192 (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) da Prefeitura de Campina Grande registrou, de janeiro a outubro deste ano, 1.700 atendimentos a vítimas de acidentes envolvendo motos, uma média de 5,6 por dia e praticamente um a cada quatro horas. Os dados, de acordo com a coordenadora do serviço, a médica Tatiana Medeiros, são alarmantes e caso essa média permaneça, o ano de 2010 deve superar os 2 mil acidentes, um aumento de aproximadamente 60% em quatro anos.

Os acidentes de motos, alerta Tatiana Medeiros, têm se tornado um problema de saúde pública. As vítimas são pessoas jovens, economicamente ativas e os acidentes, na sua maioria graves, geram altos custos hospitalares e previdenciários, sem falar nos problemas sociais e familiares causados por uma invalidez permanente, por exemplo.

Outra preocupação da coordenadora do Samu diz respeito às motos de baixas cilindradas, que estão sendo conduzidas por jovens inexperientes que sequer usam os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), apesar de estarem sujeitos aos mesmos riscos de um acidente de trânsito.

Dos 1.700 acidentes de motos deste ano, 218 foram em outubro, o maior número desde 2006. Em janeiro, foram 149; 136 em fevereiro; 161 em março; 159 em abril; 144 em maio; 182 em junho; 159 em julho; 195 em agosto e 197 em setembro.

Ainda em outubro, o Samu realizou um total de 1.523 atendimentos, incluindo casos clínicos, obstétricos, psiquiátricos, pediátricos e resultantes de traumas, nos quais estão incluídos os acidentes de trânsito.

Da Ascom da Prefeitura de CG

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Álcool gel: se falsificado, não use; se legalizado, use com cuidado

A falta de álcool gel no mercado tem levado muitas pessoas, no desespero de conseguir o produto, a comprá-lo sem os devidos cuidados quanto à procedência. Caseiro, falsificado ou legalizado, o produto…

Covid-19: Ebserh inscreve para seleção emergencial na Paraíba

Processo Seletivo Emergencial objetiva atender hospitais que atuam na linha de enfrentamento da Covid-19 e vagas serão de acordo com a demanda A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares lançou, nesta…