A Paraíba o tempo todo  |

Ramsay Hunt: Síndrome que afetou rosto de Justin Bieber atinge cinco a cada 100 mil pessoas

Falha no sistema imunológico pode facilitar o surgimento da Síndrome de Ramsay Hunt (RHS), uma infecção rara, causada pelo vírus herpes-zoster ou varicella-zoster, que afeta o gânglio geniculado do nervo facial, gerando dor intensa na região e paralisia da musculatura do rosto. A doença ganhou evidência na internet após o cantor e compositor Justin Bieber revelar, em suas redes sociais, que foi diagnosticado com a síndrome e mostrar os efeitos da paralisia de parte do rosto.

A condição para a manifestação da síndrome, segundo o neurologista do Sistema Hapvida, Davi Veloso, é dada pela reativação do vírus no corpo, que é o mesmo causador da catapora e da herpes. Isso indica que a baixa da imunidade é uma janela de oportunidades para o surgimento de um quadro infeccioso, já que o vírus permanece adormecido até que consiga uma brecha imunológica.

A doença é a segunda causa mais comum de paralisia facial. A incidência é de aproximadamente 5 casos em cada 100 mil indivíduos e afeta principalmente pacientes na faixa etária de 20 a 30 anos. Ela também é frequentemente observada em pacientes idosos imunossuprimidos, conforme dados da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT).

“A maneira mais didática de entender o que isso significa é compará-la ao popular “cobreiro”, que é a reativação do mesmo vírus em outros segmentos corporais. No caso da Síndrome de Ramsay Hunt, geralmente ocorre neurite facial (com paralisia facial periférica), otalgia e erupções vesiculares no conduto auditivo externo e pavilhão auricular”, explica o neurologista.

Além do aparelho auditivo, o vírus também pode se alojar próximo a córnea, gerando a infecção, que se não for diagnosticada e tratada, pode ocasionar lesões permanentes. Fortes dores no ouvido, zumbidos, alterações na audição ou hipersensibilidade a sons, vertigens e tonturas, surgimento de bolhas (chamadas vesículas) do lado interno ou externo do ouvido e paralisia facial são fortes indicadores da Síndrome de Ramsay Hunt (RHS).

O especialista em neurologia, Davi Veloso, ressalta a importância do diagnóstico e do tratamento para evitar lesões: “O diagnóstico clínico preciso é suficiente para início do tratamento precoce, que geralmente envolve o uso de um agente antiviral. Medidas adicionais podem ser necessárias, a depender da gravidade da paralisia facial, objetivando, por exemplo, manutenção da integridade da córnea”, reforça.

Caso haja a presença de algum desses sintomas, o paciente deve procurar um profissional qualificado para realizar o diagnóstico e ser encaminhado para um tratamento.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe