Por pbagora.com.br

O Ministério da Saúde anunciou um série de medidas que flexibilizam as formas de custeio das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h) em todo o Brasil. Os gestores poderão definir e escolher a capacidade de atendimento das unidades a partir de oito opções de funcionamento e capacidade operacional.

 

Atualmente, estão em funcionamento no país 520 unidades, mas outras 165 estão concluídas e sem funcionar, e 275, em fase de obras. No estado da Paraíba, três UPAS estão concluídas e sem funcionar e 13 estão em fase de obras. Hoje, o estado conta com 11UPAs em funcionamento.

 

A expectativa é que, com as novas regras, todas as unidades que estão prontas ou em fase de finalização comecem a atender em curto espaço de tempo, ampliando para 27 o número de unidades no estado.

 

“A flexibilização foi a melhor solução encontrada, em conjunto com os estados e municípios, para que as UPAs comecem a funcionar. Nos próximos meses, teremos unidades novas atendendo a na urgência e emergência. São unidades que ainda não estavam funcionando porque o gestor local não tinha capacidade e agora vai contar com nosso apoio”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

 

Outra mudança é que o custeio repassado mensalmente pelo Ministério será vinculado à quantidade de profissionais em atendimento e não mais por tipologia de porte. Segundo as regras, o avanço dos projetos deve ser monitorado para que as unidades comecem efetivamente a funcionar em até 90 dias após a conclusão das obras.



Repórter PB

Notícias relacionadas

Covid: vacinação da população em situação de rua fica para segunda-feira em JP

Por conta das fortes chuvas, a vacinação contra a Covid-19 para pessoas em situação de rua, em João Pessoa, foi adiada mais uma vez, nesta sexta-feira (14). A imunização iria…

Saúde alerta para o crescimento na ocupação de leitos por Covid-19, na PB

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) alerta a população para o crescimento na taxa de ocupação de leitos por Covid-19 na Paraíba, especialmente no sertão. Nesta semana, a Central…