A Paraíba já registrou mais de 8 mil casos de pneumonia neste ano, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde. A doença, considerada grave, afeta os pulmões e pode levar à morte, principalmente idosos. No Estado, o problema foi responsável por mais de 12 mil óbitos na última década. Destes, 93% de pessoas com idade a partir de 60 anos. Só em 2019, a doença fez 1,3 mil vítimas fatais, o que representa uma média de quatro mortes por dia, segundo dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), da SES.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a pneumonia é uma infecção nos pulmões provocada por bactérias, vírus ou fungos, e em 60% dos casos, o agente causador é o Streptococcus pneumoniae. Nos pacientes infectados, as principais manifestações clínicas são tosse com produção de expectoração, dor torácica que piora com os movimentos respiratórios, mal estar geral e febre.

“Devemos ficar atentos para os sinais e sintomas e procurar auxílio médico precocemente, principalmente no caso de pacientes que apresentam maior risco de complicações e de morte, como crianças e idosos, além de portadores de outras doenças crônicas ou situações em que ocorre deficiência do sistema imunológico”, alertou a pneumologista Rosemeire Maurici da Silva, membro da Comissão Científica de Infecções Respiratórias da SBPT.

 

Redação

Total
3
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário