Por pbagora.com.br
Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil

A Secretaria de Saúde da Paraíba incluiu em seu protocolo de atendimento aos pacientes acometidos de covid-19, a não recomendação do uso de hidroxicloroquina para tratamento da doença no estado.

De acordo com o secretário Geraldo Medeiros, novos estudos publicado recentemente apresentam metodologias mais adequadas para o tratamento além de lançar por terra a evidências inicialmente promovidas pelos estudos Chineses sobre a cloroquina, que são bastante frágeis.

“Também não se pode deixar de evidenciar que além da ausência de benefícios do uso da cloroquina, o seu uso esteve relacionado a maior mortalidade e maior incidência de efeitos colaterais em vários trabalhos previamente citados”, disse.

Foram citados estudos da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), o “Centers for Disease Control and Prevention” (CDC), “National Institutes of Heatlh”, USA (NIH), e “Infectious Disease Society of America” (IFSA).

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nova cepa do coronavírus causa incertezas entre autoridades de saúde

Nova cepa do coronavírus causa incertezas entre autoridades de saúde e a população em geral. O Ministério da Saúde já registrou suspeita de casos da variante do vírus, no estado…

CRM-PB divulga nota de apoio à vacinação contra a covid-19

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) divulgou nesta sexta-feira (15) uma nota em que se posiciona a favor da vacinação contra a covid-19, após a aprovação da Agência…