A Paraíba o tempo todo  |

Pacientes transferidos de Manaus para tratamento da Covid-19 chegam à Paraíba

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Os pacientes transferidos de Manaus para tratamento da Covid-19 chegaram à Paraíba na noite deste domingo (17). Manaus vive um colapso na saúde pública em decorrência da falta de oxigênio para os pacientes infectados com o vírus. Os pacientes chegaram em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) e foram levados para o HULW em ambulâncias disponibilizadas pela Secretaria de Estado da Saúde.

O grupo formado por 15 pessoas, está internado em enfermarias do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), localizado em João Pessoa.

Os pacientes saíram da capital do Amazonas em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB), pararam no Maranhão para reabastecimento da aeronave e chegaram à capital paraibana por volta das 23h20. A média de idade dos pacientes gira em torno dos 50 anos e todos apresentavam condição clínica estável, conforme a assessoria de comunicação da unidade de saúde.

Os 15 pacientes, dos quais 12 são homens e três mulheres, foram submetidos à coleta swab, para o exame RT-PCR, e também a exames de sangue, a fim de identificar o estado geral de saúde. Após a internação no HULW, a bagagem dos pacientes passou por um processo de higienização.

O superintendente do HULW, Marcelo Tissiani, confirmou que os pacientes vão ficar internados na enfermaria da Ala Covid-19. Ainda segundo ele a Prefeitura de João Pessoa, colocou 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) à disposição do HULW como retaguarda, na eventualidade de alguma intercorrência.

Pelo menos 60 profissionais da área assistencial foram recrutados para atuar na linha de frente no tratamento dos amazonenses. O acompanhamento deles será realizado por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta, além de apoio psicológico.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe