Por pbagora.com.br

Os organizadores de festas e outros eventos que promovam aglomerações em meio à pandemia serão presos pelas forças de Segurança Pública da Paraíba e deverão prestar esclarecimentos nas delegacias do estado.

A atuação da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros para fazer valer as medidas do novo decreto estadual de combate ao avanço do coronavírus.

Ao todo, a Paraíba tem 400 câmeras de monitoramento que podem flagrar aglomerações; denúncias podem ser feitas no 190, 193 e app SOS Cidadão.

Elas estão espalhadas em João Pessoa, Santa Rita, Bayeux, Cabedelo, Conde, Campina Grande e Patos. A meta da Secretaria de Segurança Pública é estender a cobertura para 78 municípios, com 1.300 câmeras, até dezembro de 2021.

O CIOP (Central Integrada de Operações Policiais) tem unidades em João Pessoa, Campina Grande e Patos, mas concentra as imagens na sala de videomonitoramento da Secretaria de Segurança e Defesa Social em Campina Grande.

Redação

Notícias relacionadas

Brasil chega a 373 mil mortos por Covid; país registrou 1.553 mortes em 24 horas

O país registrou 1.553 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou neste domingo (18) 373.442 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes…

Butantan recebe insumos para 5 milhões de doses da CoronaVac

O Instituto Butantan recebeu na manhã desta segunda-feira um lote de 3 mil litros do insumo farmacêutico ativo (IFA) da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac, que serão…