Por pbagora.com.br

O governador João Azevêdo reagiu, nesta sexta-feira, dia 15, à demissão de Nelson Teich do ministério da Saúde. O ex-ministro não ficou sequer um mês no cargo.

O chefe do executivo estadual se perguntou onde o Brasil irá chegar, sem avanços federais no combate à proliferação do novo coronavírus e agora com a lacuna deixada mais uma vez no ministério, já que Teich era o segundo ministro de Saúde desde o início da pandemia.

“Infelizmente um mês sem avançarmos e agora mais um vácuo que será criado na gestão da Saúde no país, no pior momento da crise sanitária vivida no Brasil. Onde iremos parar?” questionou.

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros também lamentou a saída do ministro.

“Já estava difícil, agora com a mudança de ministro vai ficar mais difícil ainda” declarou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

116 mil crianças da PB ainda não foram vacinadas contra a pólio

A Paraíba vacinou, até o momento, 117,4 mil crianças contra a poliomielite, o correspondente a 50,11% do público-alvo, que é de 234,2 mil crianças de 1 a menores de 5…

Acidentes de trânsito provocam quase 20% das entradas no Hospital Regional de Pato

O balanço de atendimentos do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) durante o fim de semana, entre as 18h da última sexta-feira (23) e as 6h da manhã dessa…