Por pbagora.com.br

 As obras de construção da Unidade de Pronto Atendimento de Cruz das Armas (UPA Cruz das Armas) fecharam o mês de março com um avanço significativo. Os trabalhos, que estão sendo executados pela Secretaria de Infraestrutura de João Pessoa (Seinfra), atingiram mais de 50%. A construção da UPA faz parte das ações da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) para potencializar a política de valorização da saúde na capital. Pronta, a unidade vai atender de 151 a 300 pessoas por dia, beneficiando mais de 200 mil pessoas do bairro e das comunidades vizinhas.

Estão sendo investidos quase R$ 5 milhões, sendo R$ 2 milhões do Ministério da Saúde e o restante uma contrapartida da PMJP. A UPA Cruz das Armas será articulada com a Estratégia da Família, Atenção Básica, Serviço Móvel de Urgência (Samu), Unidades Hospitalares, seguindo fluxos coerentes e efetivos de referência e contrarreferência por meio das Centrais de Regulação Médica de Urgência. O sistema de acolhimento é realizado por enfermeiros e se baseia na classificação de risco do Programa Nacional de Humanização do Ministério da Saúde.

A UPA atua como uma porta de entrada espontânea de urgência e emergência de natureza diversa e tem como objetivo complementar a assistência dos serviços de saúde de média complexidade. No serviço é possível o usuário receber atendimento por dor de cabeça, pico hipertensivo, dor abdominal, descompensação diabética, vômito, desmaio, edema agudo de pulmão, asma, entre outras patologias. Nos casos de fratura exposta, traumatismo craniano e acidente por arma de fogo, esses pacientes são encaminhados diretamente para o hospital de referência.

Cores – A UPA funciona com uma equipe multidisciplinar formada por médicos clínicos e pediatras, numa estrutura composta de 12 leitos e dividida por cores (que se referem à prioridade dos atendimentos, de acordo com a classificação de risco). A unidade terá 6 consultórios , sendo 3 para atendimento em urgência clinica, 2 pediatria, 1 ortopedia, além de 3 leitos de sala vermelha, 6 leitos de observação e 3 de pediatria, bem como laboratório , sala de gesso, consultório para classificação de risco e farmácia.

É uma estrutura de complexidade intermediária, entre as Unidades Básicas de Saúde e as portas de urgência hospitalares. Em conjunto com esses outros serviços, compõem uma rede organizada de Atenção às Urgências.

A estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho do Samu, que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação.

Serviço:

Local das instalações: Av. Cruz das Armas, 1.296

Atendimento diário: de 151 a 300 pessoas



Secom-JP

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Fiocruz afirma que PB teve 2ª onda da covid-19 em dezembro

Um estudo realizado pela Fiocruz aponta que um grupo de estados brasileiros apresenta uma evolução mais próxima a uma possível segunda onda, com picos em meados de 2020 e outro…

Pazuello diz que ‘dia D’ da vacinação será na próxima quarta-feira

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, se reuniu virtualmente nesta quinta-feira, 14, com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP). De acordo com relatos, o ministro anunciou que o Plano Nacional de Imunização…