Os casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no Brasil ultrapassou a barreira dos 71 mil nesta terça-feira (28). Já o número de mortos aumentou 7% nas últimas 24 horas, chegando a pouco mais de 5 mil. São Paulo continua sendo o estado mais afetado, registrando cerca de um terço das ocorrências.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, São Paulo tem mais de 24 mil pessoas infectadas. O estado tem a situação mais preocupante e é seguido por Rio de Janeiro, Ceará e Pernambuco.

Na distribuição por faixa etária, a concentração de maior atenção continua sendo os idosos, como explica o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira.

“Nós temos 69% das pessoas acima de 60 anos com o Covid-19, ou seja, a maior proporção ainda se observa em pessoas com mais de 60 anos. Dos grupos de risco nós podemos observar que as pessoas com menos de 60 anos a obesidade é um fator de risco importante e para as pessoas acima de 60 anos, as doenças crônicas, principalmente as cardiopatias”, relatou.

No Brasil, o maior número de casos fatais se encontra na faixa etária de 60 a 89 anos, sendo que em 67% dos casos a vítima apresentava pelo menos um fator de risco, como diabetes, cardiopatia e doença renal.

O ministro da Saúde, Nelson Teich, ressaltou que o Ministério vem aprendendo com os números e espera, após a reunião de todos os dados até aqui, organizar melhor as ações de enfrentamento ao novo coronavírus.

“Aprendemos a cada dia. Hoje é uma sequência, vivendo esses dias todos que passaram, e cada informação nova que a gente tem entendemos no detalhe como é a demanda, para melhorar nossa capacidade de entregar e reagir”, ressaltou o ministro.

Ainda segundo o ministro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) deve ajudar na estratégia dos testes, desenvolvendo a melhor metodologia de aplicação dos mesmos para que se possa entender melhor a doença no Brasil, bem como a evolução da epidemia ao longo dos dias.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

HU de Campina Grande comemora primeiras altas de pacientes com Covid-19

O Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e vinculado à Rede Ebserh, teve suas primeiras altas de pacientes com Covid-19. As duas mulheres, uma…

Brasil e União Europeia fecham parceria em pesquisas contra a Covid-19

Pesquisadores do Brasil e da União Europeia vão trabalhar juntos em estudos sobre a Covid-19. A partir da parceria serão desenvolvidas pesquisas na área de diagnóstico, tratamento da doença e…