Foto: João da Paz/Ascom/Divulgação

Cinco pessoas vítimas de queimaduras provocadas por fogos ou fogueiras deram entrada no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes de Campina Grande, na terça (23) e na quarta-feira (24), véspera e dia de São João. As vítimas foram duas crianças, dois adolescentes e um adulto. De acordo com a unidade hospitalar, no mês de junho do ano passado, 76 pessoas deram entrada vítimas de queimaduras no hospital de Trauma. Desse total, 22 deram entrada somente nos dias 23 e 24 de junho, o que corresponde a uma queda de 77,2%, se considerados os números do mesmo período neste ano.

Neste ano, uma lei proibiu o acendimento de fogueiras em espaços urbanos em todo o estado, por causa da pandemia do novo coronavírus. Durante operação de fiscalização da lei, a Polícia Militar apagou 35 fogueiras e recolheu outras 67, antes de serem acesas.

No Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa Senador Humberto Lucena, os casos também tiveram redução nos dias 23 e 24 de junho, se comparados ao mesmo período do ano passado. Segundo os dados divulgados pela unidade de saúde, foram registradas cinco vitimas de queimaduras. Já em 2019, 18 pessoas deram entrada.

Segundo o balanço divulgado pelo Trauma de Campina Grande, na manhã desta quinta-feira (25), a unidade realizou 395 atendimentos durante o feriado de São João. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da 0h da terça-feira (23) até as primeiras horas desta quinta-feira (25). Nesses dias, foram realizadas 50 cirurgias.

De acordo com a assessoria de imprensa da unidade de saúde, dos 395 atendimentos, 63 foram vítimas de queda, superando os acidentes de moto, que foram 43. Outros casos de emergência registrados na unidade de saúde foram acidente de automóvel (cinco), agressão física (quatro), vítimas de projéteis de arma de fogo (quatro) e arma branca (quatro), atropelamentos (dois) e acidentes com bicicleta (seis). Os demais atendimentos médicos foram na clínica médica e na pediatria.

De acordo com relatório, o município de Campina Grande registrou 13 acidentes de motos nesse período junino, seguido por Boqueirão (quatro), Seridó (quatro), Esperança (três) e Juazeirinho (três).

Já no mesmo período do ano passado, deram entrada 507 pessoas na véspera e no dia de São João, entre urgências e emergências. Desse total 95 foram vítimas de acidente de moto, acidente de automóvel (três), agressão física (18), vítimas de projéteis de arma de fogo (uma) e arma branca (três), atropelamentos (cinco) e acidentes com bicicleta (três).

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraíba mantém a menor taxa de letalidade por Covid-19 do Nordeste

Há um mês a Paraíba vem mantendo a menor taxa de letalidade por Covid-19 da região Nordeste. Entre as pessoas que contraíram a doença, 2,1% delas foram a óbito. No…

Brasil registra 1.341 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da epidemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta…