O número de casos prováveis de dengue aumentou na Paraíba. Pelo menos é o que apontou os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). O aumento foi de 33,1% nos casos prováveis de dengue nos primeiros sete meses de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018. Também houve elevação no número de notificações para chikungunya. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti,cuja infestação cresce em período chuvoso.

De acordo com os dados da SES, nesse período, foram registrados 11.258 casos prováveis de dengue, enquanto que no ano anterior haviam sido 8.458. Em 2019, os picos de casos de dengue foram observados em abril e maio, seguidos por uma redução em junho.

Já em relação às notificações de chikungunya, foram contabilizadas 860, o que representa um aumento de 18,78%, uma vez que no mesmo espaço de tempo em 2018 foram 724. Apesar disso, a quantidade de casos prováveis de doença aguda pelo vírus zika permaneceu a mesma nos dois anos, 248.

Os municípios paraibanos com maior incidência de notificações por 100 mil habitantes são, segundo a Secretaria, Princesa Isabel, São José de Princesa, Juru, Caaporã, Conde, Areia, Esperança, Alagoa Nova, São Sebastião do Umbuzeiro, Prata, Monteiro, Teixeira, Matureia e São José do Sabugi. Contudo, das 223 cidades, 24 não identificaram casos suspeitos de arboviroses.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

SETEMBRO AMARELO: redes sociais podem afetar a saúde mental e potencializar pensamentos suicida

No último mês de julho, preocupada com a saúde mental dos usuários, a rede social Instagram realizou mudanças em sua plataforma. A quantidade de likes/visualizações, antes visível em todas as…

PB: pacientes com Atrofia Muscular terão medicação fornecida no SUS

Pacientes com Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1 terão garantida a medicação Spinraza pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio oficial foi feito ontem pelo Ministério da Saúde (MS)…