Por pbagora.com.br
A doutora Luciana Souza compara duas radiografias de tórax diferentes de um paciente enquanto conversa com um colega de um hospital de campanha criado para tratar pacientes que sofrem da doença de coronavírus (COVID-19) em Guarulhos, São Paulo

Pesquisadores do Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) afirmam que não há evidências de uma nova onda de Covid-19 na Paraíba, porque a taxa de variação do número de casos confirmados e do número de óbitos vem caindo a cada mês.

De acordo com o monitoramento do laboratório da UFPB, em 14 de maio, houve o registro de 3.361 casos confirmados na Paraíba. Em 11 de junho, 25.370. A taxa de variação, de um mês para o outro, foi de 654,83%. Em 9 de julho, 57.614 novos casos tinham sido confirmados. A taxa de variação, de julho para junho, foi de 127,09%.

Ao compararmos a taxa de variação do número de novos casos de Covid-19 na Paraíba entre maio e junho e entre junho e julho, é possível concluir que a taxa de variação caiu quase um quarto.

Nos meses seguintes, a taxa de variação referente a novos casos de Covid-19 confirmados no estado continuou caindo. Conforme os dados do laboratório da UFPB, em 13 de agosto, tinham sido confirmados 93.794 novos casos. Em comparação a julho, a taxa de variação foi de 62,80%, ou seja, a metade da taxa de variação entre junho e julho.

Em setembro, a queda da taxa de variação do número de novos casos confirmados de Covid-19 na Paraíba voltou a cair quase um quarto. Foi de, exatamente, 18,87%, com 11.495 novos casos confirmados em 10 de setembro.

“O número de novos casos cresce, mas as taxas de variação são decrescentes. Isso também vale para o caso dos óbitos. Nós atualizamos os dados conforme os meses vão passando e verificamos a taxa de variação de um mês com relação ao anterior”, explica o professor Cássio Nóbrega, coordenador do laboratório da UFPB.

Em outras palavras, é evidente que os números de novos casos e de óbitos por Covid-19 estão crescendo a cada mês, na Paraíba, mas estão crescendo em uma proporção menor. É justamente por isso que não há evidências de uma nova onda da doença no estado.

Segundo o levantamento dos pesquisadores da UFPB, o número de óbitos registrados em 14 de maio, 11 de junho, 9 de julho, 13 de agosto e 10 de setembro foram, respectivamente, 160, 570, 1.196, 2.092 e 2.590.

Já as taxas de variação de um mês para o outro foram 256,25%, 109.82%, 74,92% e 23,80%. Como é possível perceber, a taxa de variação do número de óbitos por Covid-19 na Paraíba também vem caindo com o passar dos meses.

“O momento atual não apresenta evidências suficientes para afirmar que temos uma segunda onda. Em algum momento, houve indícios de que isso poderia acontecer, mas os dados derrubam essa tese”, finaliza o professor  Cássio Nóbrega .

Confira, abaixo, quadro que mostra a tendência de queda do número de novos casos confirmados e de óbitos por Covid-19 na Paraíba:

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB volta para faixa azul e registra queda nas mortes por Covid-19

Depois de passar mais de uma semana no “vermelho” com alta no número de mortes causadas pela Covid-19, e cair para a faixa amarela que significa estabilidade nas mortes pela…

Opinião: já pararam pra pensar no que seria uma pandemia com SUS privatizado?

Quando a gente pensa que a capacidade desse tal Jair Bolsonaro de fazer o mal à pobreza já atingiu o seu limite, eis que vem outra lapada sobre os mais…