Por pbagora.com.br

Nova Programação Pactuada e Integrada (PPI) amplia intercâmbio entre cidades no atendimento à saúde

Os gestores de saúde dos 223 municípios paraibanos estão definindo os serviços que podem oferecer e os que precisarão pactuar com outras cidades, dentro da nova Programação Pactuada e Integrada (PPI), aprovada no último dia 9, pela Comissão Intergestores Bipartite da Paraíba (CIB-PB). Para utilizar o sistema informatizado da PPI, os gestores municipais, estão participando de oficinas realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), em João Pessoa. Nesta segunda-feira (9), no Hotel Ouro Branco, em João Pessoa, teve inicio a segunda oficina, que reuniu representantes dos 49 municípios da 3ª Macrorregional de Saúde. O evento prossegue até sexta-feira (9).

O secretário de Estado da Saúde, José Maria de França, abriu o evento e garantiu que o Governo do Estado vai fazer o que for necessário para a conclusão da nova PPI, que começou a ser elaborada há cinco meses. “Nós, gestores, estamos muito felizes de iniciar mais uma vez esse processo de consolidação da PPI, que está totalmente defasada e desarticulada. Num estado sem uma PPI bem feita, com compromisso, transparência e equidade, qualquer coisa que se fizer na área de saúde, fica capenga. Temos um compromisso político e administrativo com essa PPI e o Governo do Estado vai fazer tudo o que for preciso para a sua conclusão”, disse.

Calendário – Esta é a segunda oficina promovida pela SES. A primeira reuniu os gestores de saúde dos 70 municípios da 2ª Macrorregional de Saúde, polarizada por Campina Grande. De 13 a 17 deste mês, será a vez dos gestores dos 40 municípios da 4ª Macrorregional de Saúde. De 19 a 23, será realizada a última oficina, que contará com a participação dos gestores dos 64 municípios da 1ª Macrorregional de Saúde.

Durante as oficinas, a SES disponibiliza um computador para cada participante. Depois de assistirem a uma explanação sobre o funcionamento do sistema informatizado da PPI, os gestores partem para as aulas práticas, nas quais aprendem a alimentar a base de dados do programa com as informações sobre os seus municípios, escolhendo os serviços que podem oferecer e os que precisarão ‘comprar’ a outras cidades. No final das oficinas, eles levam uma cópia do sistema para instalar nas suas secretarias de saúde e fazer os ajustes necessários.

Próximo passo – O próximo passo, segundo Joseneida Remígio, gerente de Planejamento da SES, será a pactuação definitiva na CIB, prevista para o dia 23 de novembro. “Neste momento, os municípios estão fazendo a pactuação de toda a sua assistência, definindo um modelo de atenção à saúde para trabalhar dentro de seus territórios. Essa pactuação já foi definida dentro dos conselhos municipais de saúde e dos colegiados de gestão regional e, após a pactuação definitiva, em 23 de novembro, ela poderá será implementada”, explicou.

A PPI começou a ser elaborada no último mês de maio por técnicos da SES, do Ministério da Saúde, do Conselho de Secretários Municipais da Saúde (Cosems) e dos municípios-sedes das macrorregiões de saúde. A última programação foi feita em 2002. Naquele ano, a Paraíba tinha um teto financeiro de R$ 183,5 milhões. Agora, a nova PPI terá como base o teto atual, que é de R$ 428,8 milhões.

Informações – Para que a PPI seja fechada nos municípios, os gestores precisam contar com dados referentes à situação epidemiológica dos seus municípios em relação a vários agravos e doenças (como hanseníase, tuberculose, saúde da mulher, alimentação e nutrição), além de informações de ordem financeira (fontes de recursos e total de recursos para atenção básica, média e alta complexidades), que são imprescindíveis à programação assistencial do município.

A CIB-PB é um colegiado de negociação que pactua sobre a organização, direção e gestão da saúde, no âmbito do Estado. A comissão define a organização do SUS no âmbito estadual, para garantir a assistência integral à saúde da população. É composta de forma paritária por cinco representantes da SES e cinco Cosems.

 

Secom

Notícias relacionadas

Casos de quedas superam acidentes de moto no fim de semana na PB

Conforme boletim divulgado pelos Hospitais de Emergência e Trauma de Campina Grande João Pessoa, os casos de pacientes vítimas de quedas liberaram os de acidente de moto nessas duas cidades.…

Vacinação continua para pessoas de 55 anos com comorbidades, em CG

A vacinação contra a Covid-19, segue nesta segunda-feira (10), em Campina Grande com a aplicação da primeira dose para as pessoas com comorbidades a partir de 55. A vacinação será…