Por pbagora.com.br

O feriadão antecipado como forma de diminuir a circulação de pessoas em Campina Grande, e consequentemente, os riscos de contaminação do novo coronavírus, terminou,mas as medidas de restrições continuam. A cidade segue de “quarentena” e um novo decreto municipal deve manter o comércio fechado, e arrochar as medidas de distanciamento social.

Como forma de conter o avanço do vírus na cidade, e a complicações de outras doenças pulmonares, o Ministério Público recomendou as suspensão das fogueiras juninas no município. Tradicionalmente, as fogueiras são acesas nas vésperas dos dias de Santo Antônio, São João e São Pedro.

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), anunciou que vai proibir o acendimento de fogueiras durante o período junino deste ano. De acordo com ele, a determinação será adotada em um novo decreto, que será publicado no semanário oficial do município.

A medida será tomada para evitar que a fumaça causada pelas fogueiras cause problemas respiratórios em pessoas que têm alergias e para pacientes que estão se recuperando da Covid-19.

Conforme o prefeito, o novo decreto manterá restrições de isolamento social, enquanto principal medida preventiva à propagação da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.
Campina Grande é a segunda cidade paraibana que mais tem pessoas infectadas com o Covid-19.

Severino Lopes
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bruno abre oficialmente a campanha de imunização contra a Covid-19 em CG

O prefeito Bruno Cunha Lima abriu oficialmente, no início da tarde desta terça-feira, 19, a campanha de imunização contra a Covid-19 em Campina Grande. Em breve pronunciamento, Bruno destacou a…

Brasil soma 211,5 mil mortes por Covid, com média móvel de 969 óbitos por dia

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta…