Desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS), decretou o novo coronavírus como uma pandemia, o caso de pessoas infectadas com o vírus não para de crescer na Paraíba. O Covid-19 se espalhou rapidamente no Estado. Hoje, quase três meses após o primeiro caso, mais de 95% das 233 cidades da Paraíba têm casos de coronavírus confirmados.

A Região Intermediária de João Pessoa, que abrange 63 cidades divididas entre as regiões imediatas de João Pessoa, Guarabira, Mamanguape-Rio Tinto e Itabaiana concentra a maior parte dos casos, com 14.958 ocorrências (64,15%).
Apesar da concentração nas cidades próximas da capital, os casos de Covid-19 estão espalhados por todas as 15 regiões imediatas da Paraíba. A Região Imediata de Campina Grande aparece na segunda posição, com 7.220 casos em 48 cidades, seguida da Região Imediata de Guarabira (2.679 casos) e de Patos (1.504 casos).
A Região Imediata de Princesa Isabel continua sendo a que tem menos casos de Covid-19 na Paraíba, com 52 casos em quatro cidades.

A Paraíba tem 30.128 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta terça-feira (16). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 671 no estado desde o início da pandemia.

As autoridades médicas e sanitárias insistem que mesmo com os decretos flexibilizando a volta de algumas atividades, a medida mais eficaz no momento para evitar a contaminação do vírus, é o isolamento social. Outras medidas como e o uso obrigatório de máscaras ao sair de casa, e o lavar as mãos com sabão ou álcool em gel, também podem prevenir o Covid.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

91% das pessoas que tiveram a Covid-19 no Brasil apresentaram sintomas, diz estudo

Em entrevista coletiva na noite desta quinta-feira (02), o Ministério da Saúde divulgou os resultados do EPICOVID19-BR, o maior estudo epidemiológico do país sobre o coronavírus. Dividida em três fases,…

Pico da pandemia no Brasil deve ocorrer em agosto, segundo a OMS

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que o Brasil ainda não chegou ao pico do coronavírus. A avaliação da entidade é que…