Apenas 3% dos cargos de liderança são destinados para pessoas com deficiência. Enquanto que 61% das vagas exclusivas para esse grupo são para postos operacionais e auxiliares. As informações foram divulgadas ontem, no Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência, pelo site VAGAS.com – plataforma online que trabalha com recrutamento e seleção de candidatos.

 

De acordo com o levantamento, há 144 mil currículos cadastrados de candidatos com deficiência. Destes, quase metade possui formação superior. Outros 38,2% têm ensino médio completo e menos de 10% contam com curso médio profissionalizante.

 

O volume de vagas para portadores com necessidades especiais aumentou no site nos últimos quatro anos. Entre 2016 e 2017, a quantidade de oferta cresceu 11%. Já em comparação entre agosto do ano passado e o mesmo período de 2018, a evolução foi 16%.

 

“Os números mostram que ainda poucas empresas se preocupam em dar espaço para profissionais com deficiência em posições de liderança. A Lei de Cotas é um grande avanço e muito importante para o acesso e inclusão, mas as corporações precisam criar mais vagas nesse sentido”, comentou Rafael Urbano, especialista em Inteligência de Negócios da VAGAS.com.

 

O gerente administrativo do Sine Paraíba, Thiago Diniz, afirmou que o recorte nacional também retrata a situação aqui Paraíba. Diniz tem respaldo para falar tanto enquanto responsável pelo órgão de encaminhamento de empregos quanto como pessoa com deficiência que ocupa um cargo de chefia.

 

Ele sofre de artrite reumatoide e desenvolveu limitação física motora nos membros inferiores em decorrência da doença. Ele conhece bem as dificuldades que os portadores de necessidades especiais têm para ingressar no mercado de trabalho.

 

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Funcionando sem médicos, postos de saúde são interditados pelo CRM em JP

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PB interditou eticamente dois postos de saúde do Bairro das Indústrias, em João Pessoa. A fiscalização foi realizada nesta quinta-feira (22) e, de acordo com…