Por pbagora.com.br

O Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba e vinculado à Ebserh, deu início nesta quarta-feira (20) à Campanha Nacional de Imunização contra a covid-19 para os profissionais que atuam na unidade hospitalar. A primeira etapa vai contemplar profissionais de saúde, com prioridade para os que atuam na assistência a pacientes com covid-19. A expectativa é de que os cerca de 2,5 mil funcionários sejam vacinados de acordo com disponibilização das doses e conforme agenda programada pela instituição.

A primeira imunizada foi a técnica de enfermagem Luzinete Fernandes Morais, de 63 anos, que trabalha no HULW há quase 40 anos. Atualmente, a colaboradora está atuando na Unidade de Doenças Infectoparasitárias (DIP) e trava diariamente uma batalha contra a doença. “Este momento é muito gratificante. Todo mundo está bastante apreensivo com essa pandemia. Espero que, com essa vacina, possamos trabalhar mais sossegados”, relatou.

A logística de vacinação foi montada pela Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa, que alocou servidores para atender à demanda do HULW e disponibilizou no primeiro dia de vacinação um total de mil doses. A vacinação no Hospital Lauro Wanderley está prevista para acontecer também nesta quinta-feira, dia 21, no horário das 9 às 15 horas e das 18 às 22 horas.

“Estamos começando a vacinação hoje (dia 20). De início, iremos vacinar por áreas críticas, como ala covid-19, UTI covid-19 e demais profissionais que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus”, enfatizou o superintendente do HULW, Marcelo Tissiani, que vem acompanhando todo o processo de imunização dos funcionários do hospital.

Quando soube do início da vacinação no Lauro Wanderley, o cirurgião cardiovascular Maurílio Onofre, que atua na Unidade de Terapia Intensiva e já precisou operar pacientes com covid-19, ficou na expectativa. O médico, de 57 anos de idade (dos quais 25 são destinados ao trabalho na instituição), chegou na fila às 6 horas da manhã da quarta. “Estou aqui desde cedo porque quero me vacinar logo. A expectativa é que, em breve, possamos voltar ao normal. No entanto, é importante que a gente siga mantendo os cuidados como uso de máscara e distanciamento social”, disse.

A aplicação da CoronaVac ocorre em duas doses, sendo a segunda entre 14 e 28 dias após a aplicação da primeira. Entre as recomendações ao público-alvo da vacinação estão que pessoas que testaram positivo para covid-19 devem aguardar 30 dias após o resultado do exame RT-PCR. Também é orientado que aqueles que apresentarem sintomas gripais ou febre devem adiar a vacinação.

PB Agora

Notícias relacionadas

Saúde mental dos idosos e covid-19: psicólogo explica fatores que podem contribuir para uma piora

A situação atual provocada pela pandemia do coronavírus, é encarada por cada pessoa de uma forma diferente. Tanto a doença em si quanto o isolamento social são fatores de estresse…

Vacinação contra Covid-19 para idosos com mais de 84 anos tem início amanhã

A vacinação para idosos com mais de 84 anos contra a Covid-19 começa amanhã (1º), em João Pessoa. Trabalhadores de saúde da rede hospitalar, enfermaria, e pronto atendimento Covid-19 também…