O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, abraçou a Campanha Pílulas de Solidariedade promovida pelo Hospital Padre Zé, com o objetivo de arrecadar medicamentos em cápsulas que a população tinha em casa e que não usava mais por já ter encerrado o tratamento. Nessa quarta-feira (18), o diretor de Ensino e Pesquisa do Hospital Metropolitano, Mário Toscano, realizou a entrega dos medicamentos arrecadados na unidade de saúde.

De acordo com o diretor-superintendente do Hospital Padre Zé, Izomil Correia, as doações dos medicamentos servirão para manutenção da Farmácia do complexo hospitalar e, também, para doação aos pacientes, ao receberem alta, possibilitando a continuidade do tratamento em casa. “Quando o Hospital Metropolitano entrou em contato comigo, comunicando que havia abraçado a nossa causa e que seria mais um ponto de arrecadação foi uma grata surpresa. Hoje, recebendo essas caixas de medicamentos fico até emocionado, pois o nosso principal objetivo, que é ajudar os nossos pacientes a darem continuidade ao seu tratamento, também será alcançado”, declarou.

Já, o diretor de Ensino e Pesquisa do Hospital Metropolitano, Mário Toscano, afirmou a satisfação em realizar a doação. “Promovemos uma campanha no Metropolitano, para sensibilizar e estimular tanto os visitantes quanto os nossos colaboradores, sobre a importância da doação de medicamentos que não seriam mais utilizados. O resultado foi positivo. Trouxemos mais 150 medicações, fruto da sensibilização de todos” pontuou.

Ainda segundo Mário Toscano, o Metropolitano continuará realizando doações de medicamentos ao Hospital Padre Zé. “Entendemos a necessidade do Hospital Padre Zé e de seus pacientes, por isso tornaremos essa atitude, como uma ação contínua. Sempre que houver medicamentos, iremos destinar a esta unidade de saúde, que realiza um lindo trabalho na recuperação e reabilitação de pacientes” concluiu.

Após a doação, a convite do superintendente do Hospital Padre Zé, o diretor e a equipe do Hospital Metropolitano visitaram as dependências da unidade de saúde da Capital, conhecendo as Enfermarias, Farmácia, Setor Administrativo e os locais de realização de exames.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito admite erro em campanha ‘Milão não para’ imitada no Brasil

O prefeito de Milão, Giuseppe Sala, disse que pode ter errado ao apoiar a campanha “Milão na para”, há um mês, incentivando os habitantes da cidade a manterem atividades normais apesar…

Justiça suspende campanha do governo contra isolamento social

A Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou, em caráter liminar, que o governo federal não veicule em meios de comunicação a campanha publicitária “O Brasil não pode parar”, que…