A utilização de plasma como procedimento para a cura de um paciente que ficou recuperado da Covid-19, bem como para o tratamento de novos infectados pelo novo coronavírus aconteceu pela primeira vez na Paraíba, ontem (23), em um hospital particular de João Pessoa.

A primeira infusão de plasma convalescente em um paciente infectado com o novo coronavírus ocorreu no Hospital Alberto Urquiza Wanderley. Em nota, a unidade de saúde informou: “Este é um tratamento promissor no combate à doença. Os estudos apontam que o uso desta técnica diminui a replicação do vírus no paciente e seu sistema imunológico consegue responder melhor a agressão do vírus”, explicou o anestesiologista Gilvandro Lins, que integra o Núcleo Estratégico de Enfrentamento à Covid-19 da Unimed.

O plasma sanguíneo usado no paciente veio de uma parceria entre o hospital da Paraíba e outro do Rio Grande do Norte. Nesta primeira infusão, dois homens, um de 55 anos e outro de 63, receberam cerca de 200 ml do plasma convalescente, cada um. A identidade do paciente que fez a doação do sangue é sigilosa, no entanto, é uma pessoa que teve exame confirmado para Covid-19 e está sem sintomas há mais de 30 dias.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraíba deve chegar a 1.300 mortes por Covid-19 até o sábado, prevê especialista

A Paraíba tinha 54.802 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas até terça-feira (7). Porém os casos devem chegar a…

Consórcio de imprensa mostra PB entre os 11 estados que estabilizaram mortes por Covid-19

Os dados sobre a evolução no novo coronavírus no Brasil, divulgados ontem à noite no Jornal Nacional pelo consórcio de veículos de imprensa, mostram que a Paraíba está entre os…