Por pbagora.com.br

Durante a entrevista coletiva virtual desta semana com as emissoras de rádio de Campina Grande, na manhã desta quinta-feira, 21, o secretário municipal de Saúde, Filipe Reul, anunciou que o Hospital de Campanha Virgílio Brasileiro deverá começar a receber pacientes a partir desta sexta-feira, 22. Na entrevista, o secretário também fez um balanço das ações realizadas na cidade no combate ao novo coronavírus e voltou a alertar a população da importância do cumprimento do isolamento e distanciamento sociais.

Sobre o hospital de campanha, que foi construído no complexo do Hospital Municipal Pedro I, Filipe Reul esclareceu que a unidade está passando pelos últimos ajustes na estrutura de oxigênio para poder começar a receber pacientes no serviço. O secretário destacou também que a Prefeitura recebeu na noite de ontem uma doação de 10 respiradores da empresa Alpargatas, que estão sendo instalados no hospital de campanha. A nova unidade terá 42 leitos, sendo 20 de UTI e 22 de enfermaria.

Ainda segundo Filipe Reul, devido ao número crescente de casos na cidade, que soma 326 pessoas com diagnóstico confirmado para Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde poderá contratar mais leitos para tratamento da doença na rede privada hospitalar da cidade. Ele informou que está agendada uma videoconferência, na tarde de hoje, com os diretores dos hospitais para tratar do assunto. A reunião terá a participação de representantes dos Ministérios Públicos na Paraíba .

Questionado sobre o atendimento aos pacientes da segunda macrorregião de saúde, que compreende Campina Grande e mais 69 cidades paraibanas, o secretário lembrou que o prefeito Romero Rodrigues realizou, esta semana, uma reunião com gestores destas cidades. Reul ressaltou a necessidade das ações preventivas contra o coronavírus em todos os municípios da macrorregião, que têm Campina Grande como referência no tratamento da Covid-19, totalizando uma população de 1,2 milhão de pessoas.

Ao final da coletiva com os jornalistas de seis emissoras de rádio (Correio, Campina FM, Caturité, Panorâmica, Arapuan e Cariri), o secretário destacou o papel da imprensa campinense no contexto da pandemia do novo coronavírus, sobretudo no combate às notícias falsas.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Brasil tem 5,3 milhões de casos confirmados de Covid, com médias de casos e mortes em estabilidade

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta…

Capital terá centro especializado em AVC e infarto, garante Cícero Lucena

João Pessoa vai ter uma unidade especializada para o tratamento das vítimas de acidente vascular cerebral (AVC) e infarto, garantindo uma recuperação eficaz e evitando agravamento do quadro. Segundo o…