Por pbagora.com.br

O Hospital Regional de Emergência e Urgência de Cajazeiras será o primeiro hospital regional público do Estado a ter residência médica. Isso será possível graças a iniciativa da nova direção que busca cada vez mais transformar aquela unidade de saúde em hospital escola. Os projetos serão encaminhados ao Ministério da Educação e Cultura (MEC), nesta sexta-feira (31) pelo diretor geral do HRC, Dr. Antônio Fernandes Filho e tem apoio da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e da Faculdade particular Santa Maria.

Segundo Dr. Antônio Fernandes os projetos educacionais contemplarão as áreas de Clínica Médica, Pediatria (com ênfase em Neonatologia) e Oftalmologia, com quarto, três e quatro vagas respectivamente. “A conquista da residência médica permitirá ampliar e melhorar ainda mais o atendimento no hospital, já que contaremos com mais 11 especialistas, em três áreas distintas, sem falar dos médicos que farão parte do corpo docente”, argumenta Dr. Antônio, complementando que essa iniciativa é pioneira no Estado em se tratando de hospital regional. “O HRC será o primeiro da rede estadual a oferecer residência médica”, assegura ele, que lembra outra vantagem do convênio que é a destinação de mais recursos para o hospital e bolsas de estudo para os residentes.

A iniciativa de disponibilizar residência médica no HRC foi uma sugestão do Conselho Regional e Federal de Medicina à Universidade Federal de Campina Grande, quando da visita a Cajazeiras por ocasião por ocasião da liberação do curso de Medicina da Faculdade Santa Maria, realizada em março deste ano e que teve a participação dos médicos Dr. Eurípedes e Ricardo Maia, representantes do Conselho.

Sobre o HRC

O Hospital Regional de Cajazeiras conta atualmente com uma equipe de 236 profissionais de saúde e é o único hospital existente em Cajazeiras com atendimento especializado a pacientes do Sistema Único de Saúde que funciona com emergência e urgência 24h. O hospital é ainda referência para 17 municípios paraibanos e atende ainda pessoas vindas do Rio Grande do Norte e do Ceará. O HRC passa, atualmente, por profundas mudanças que incluem a ampliação de atendimentos, introdução de outros procedimentos, contratação de novos profissionais e especialistas, melhoria na estrutura física, aquisição de novos equipamentos, entre outras ações estruturantes. O HRC disponibiliza 150 leitos, tem uma ala só para maternidade, tem um Banco de Leite e disponibiliza serviços nas áreas de ortopedia, cirurgia geral, obstetrícia e UTI. O Hospital tem ainda um ambulatório, serviços de ultra som, endoscopia, radiologia e um laboratório próprio de análises clínicas e uma farmácia com um excelente estoque de medicamentos. Em breve o hospital também atuará com cardiologia.

 

Assessoria

Notícias relacionadas

Mais de 100 curados da covid-19 recebem alta no Trauma de JP em 56 dias

A cada alta, os pacientes que deixam o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, recebem aplausos da equipe multiprofissional que os acolheu. A ação…

Medidas contra a covid devem continuar para evitar novo pico, diz secretário

Nesta segunda-feira (19), o secretário Executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, declarou que a Paraíba espera um maior repasse de vacinas da Coronavac…